Destaques

  • Olá Claudecy! Aprecio muito o seu site, por isso me sinto à vontade de lhe contar o que está acontecendo no meu casamento de 30 anos. percebo uma grande indiferença dele: não se preocupa em nada com minha vida (trabalho, saúde). fez novas amizades e pelo que vi e ouvi são pessoas de valorers bem diferentes. Sinto que não há respeito algum por mim: não quer mais minha presença quando ele está com estes amigos, chegou até me difamar na presença deles. Acho que está na hora de sair fora pois a indiferença está me matando. Ah, eu tenho condições de me manter pois trabalho e sei que rece be rei apoio da minha família. Só estou um pouco confusa. Me ilumine. Grata Cleide

    Cleide, 48 Anos - Ver Resposta

    Olá Cleide.
    Fico feliz por você gostar do meu site e por se sentir à vontade de compartilhar o que está acontecendo com você.
    Quando pensamos em relacionamentos, seja casamento, amizades, trabalhos... nós buscamos para nos sentir bem, para nos completar, para contribuir com nosso crescimento. Quando isso não acontece mais, ou pior, quando o descaso, desprezo e maus tratos passam fazer parte dessa relação, então é hora de rever essa relação.
    Penso que antes de pensar em rompimento, é importante conversar para entender o porquê de tais comportamentos. Em muitos casos erramos e não nos damos conta, ou mesmo temos uma percepção equivocada sobre o que está acontecendo. Após esses esclarecimentos de ambos os lados é que devemos agir.
    Penso que seja muito importante que vivamos felizes, se a atual configuração da sua vida não está te proporcionando uma vida com mais momentos de felicidade e prazer, é preciso mudar. Muitas vezes a mudança gema medo, insegurança, mas só assim, enfrentando os obstáculos que cresceremos.
    Caso queira conversar mais sobre o que está acontecendo, pode entrar em contato.

    Um abraço
    Claudecy de Souza
    Psicólogo – 06/69861
    Terapeuta Sexual
    Psicólogo Comportamental Cognitivo
    www.claudecy.com.br | contato@claudecy.com.br

  • Olá, bom dia. Preciso de ajuda. Meu marido foge de mim o tempo todo. Acorda muito cedo e sai (não trabalha fora) e á noite quando eu chego ele finge que está dormindo, se vou para um cômodo ele vai para outro e na cama sempre diz que está com dor e as vezes até briga comigo. Descobri que os preservativos que eu comprei sumiram da gaveta dele e apareceram num cômodo fora da casa. Me ilumine, estou precisando de ajuda. grata

    Claudia, 47 Anos - Ver Resposta

    Oi Claudia.
    Por que tanta insistência? Qual parte você não entendeu que ele não está afim de sexo com você?
    Viver assim, sendo rejeitada é muito ruim para você.
    Conversar com ele de forma clara e sincera para entender o que está acontecendo e não mais aceitar essas fugas, pode ser um bom início de conversa.
    Pode ser que o casal precise de ajuda, lance mão desse recurso.

    Um abraço
    Claudecy de Souza
    Psicólogo – 06/69861
    Terapeuta Sexual
    Psicólogo Comportamental Cognitivo
    www.claudecy.com.br | contato@claudecy.com.br

  • Olá Dr.Claudecy. Tenho 28 anos e estou me envolvendo com um homem casado, nunca tinha passado por isso, tudo era uma brincadeira, mas agora tô gostando dele de verdade. Só que pra continua sendo apenas uma brincadeira só fala comigo quando dá, e totalmente impessoal e depois do sexo ele fala tchau e pronto. Já não sei o que fazer, pois se deixá-lo tenho medo de perde até sua amizade e se continuar é o de não me valorizar. Ajude-me doutor, o que será isso?

    Marina, 28 Anos - Ver Resposta

    Olá Marina.
    Essa é uma situação delicada, pois houve envolvimento emocional de uma das partes, você. Existe uma regra de ouro para quem quer brincar dessa maneira, que é nunca se envolver. Mas como isso é muito difícil, nos resta ver o que fazer para mudar essa situação.
    Pelo que percebi no seu e-mail, desde o começo você sabia que ele era casado, mas preferiu continuar. Aqui destaco duas questões: ele só quer sexo com você e você quer mais que isso, quer atenção, carinho, amor, alguém que cuide de você, que a valorize. Isso é um problema, pois você está tentando encontrar essas necessidades via sexo, mas não vai encontrar, não vai funcionar. Por esse motivo a sua frustração: "depois do sexo ele fala tchau e pronto". Tudo bem que ele poderia ser mais atencioso, mas não é esse o intuito dele (só sexo), e você aceitou desde o início essa condição e continua aceitando até hoje.
    Penso que é importante você olhar mais para você, se cuidar mais, se valorizar. Por causa das negligências desses pontos, que você acabou se envolvendo com uma pessoa não poderia assumir uma relação com você, mas mesmo assim você "sem querer" foi se envolvendo.
    Seria muito importante você dar mais atenção a você e para isso, caso você queira, pode contar com a ajuda de um profissional da psicologia para ajudá-la.

    Um abraço
    Claudecy de Souza
    Psicólogo – 06/69861
    Terapeuta Sexual
    Psicólogo Comportamental Cognitivo
    www.claudecy.com.br | contato@claudecy.com.br

  • sou casada a 24 anos ,meu marido e um tanto viciado em sexo mais eu não tenho desejo por ele ,na verdade sempre foi assim no começo quando nos conhecemos os dois ainda não tinham tido experiencias sexual então descobrimos juntos mais ele sempre teve mais desejos do que eu e faz uns 5 anos depois que nosso primeiro filho nasceu ficou pior ,pois ele me deixou totalmente de lado como mulher não pude contar com ele para nada na gravides e ate meu filho fazer uns 3 anos ,comecei a me sentir frustrada em relaçâo a muitas coisas pensei ate em separação mais hoje temos ate relação mais meu apetite e muito pequeno faço mpór obrigação e pra piorar um colega de trabalho começou a me assediar e e bem mais novo que eu tem apenas 24 anos e eu estou tendo desejos sexual por esse rapaz ,por favor me ajude não sei o que fazer cedo as investidas do garoto ou continuo na minha vida de sempre ,pois ainda não trai meu marido em nenhum momento o que eu faço?

    Adriana de souza, 42 Anos - Ver Resposta

    Oi Adriana.
    Essa é uma questão interessante e muito comum. Infelizmente somos condicionados a ficar numa relação mesmo que não estejamos felizes. 

    Veja que aparentemente você não tem problema com seu desejo, pois está sendo estimulada de tal forma que seu desejo está aí, vivo, pulsando. Penso que seria muito importante investigar o que não está bem no seu casamento, o porquê de você não sentir desejo por ele. Sem a devida atenção a essa área, seu marido continuará fazendo o que não é bom para você e você continuará infeliz e se sem desejo. Caso vocês não consigam fazer isso sozinhos, pense na possibilidade de irem a um psicólogo para ajudar vocês.

  • Tinha um enorme desejo pelo meu noivo, queria estar o tempo todo ao lado dele e fazer amor varias vezes.De uns dias pra cá, meu desejo diminuiu e não faz diferença se eu ver ele ou não!Estou sofrendo, porq ele faz de tudo pra me agradar e me estimular, tenho medo de não ser um sentimento passageiro, pois ja está tudo pronto pra casarmos!Tomara que seja tpm ou algo assim, porq não tenho motivos de jogar tudo pro alto!

    Liliane, 21 Anos - Ver Resposta

    Liliane, é muito importante ficarmos atentos a alguns sintomas, pois eles mostram para nós que algo não está bem.
    Sei que te assusta a idéia de terminar, mas se sua intuição tiver certa, você vai preferir viver infeliz ao lado de uma pessoa que não deseja sexualmente?
    Não estou afirmando ser esse o caso, mas investigar isso juntamente com um psicólogo pode ajudar muito.

    Um abraço
    Claudecy de Souza
    Psicólogo – 06/69861
    Terapeuta Sexual
    Psicólogo Comportamental Cognitivo
    www.claudecy.com.br | contato@claudecy.com.br

  • Olá! Sou casado a 24 anos e tenho uma vontade enorme de ver minha esposa transando com outro homem. Nas primeiras vezes em que toquei nesse assunto com ela, nem levou muito a sério. Depois, quando viu que meu desejo era real, apelou. Atualmente, sempro toco no assunto quando transamos e dá para perceber que ela fica excitadíssima, mas não aceita que eu marque algo real. O q Sr. acha dessa situação, devo continuar tentando, a amo muito mas gostaria muito de realizar essa fantasia.

    Marcos, 49 Anos - Ver Resposta

    Olá Marcos.
    É importante diferenciarmos realidade de fantasia. As tanto uma como a outra podem proporcionar muita excitação e prazer.
    Porém, para algumas pessoas, ficar na fantasia é mais "seguro" e também proporciona prazer. Sair da fantasia e ir para a prática, nem sempre é uma tarefa fácil, pois cada um tem seus limites que são regidos pela história de vida que cada um teve, e que sempre tem a influência da moral, do que é certo ou errado.
    Cada pessoa tem seus limites e o próprio tempo para se sentir preparada para fazer determinadas coisas. Violar esse tempo, seja sozinha ou pela pressão de outra pessoa, é um desrespeito.
    Parece que seu tempo é diferente do dela. Provavelmente pela sua história ou mesmo porque você já vem amadurecendo essa idéia a mais tempo que ela.
    Apesar de você vê-la se excitando com essa fantasia, isso não deve ser encarado por você como se ela estivesse preparada ou querendo ir para a prática.
    Dialogar sobre esse assunto e proporcionar condições para ela se sentir bem e segura são maneiras que podem passar segurança a ela e abortar a idéia ou sentimento (se ela tiver), de que você não a ama e por isso quer que outros desfrutem dela. Esse é um sentimento muito comum que ouço em meu consultório das mulheres que recebem essa proposta dos parceiros. Se esse não é seu caso, então crie condições para que ela não se sinta assim.

    Um abraço
    Claudecy de Souza
    Psicólogo – 06/69861
    Terapeuta Sexual
    Psicólogo Comportamental Cognitivo
    www.claudecy.com.br | contato@claudecy.com.br

  • Meu parceiro é muito aberto comigo e "acho" que me conta todas as suas fantasias, mesmo no começo, um pouco assustada, nunca deixei de ouvi-lo, e até já realizamos várias delas, frequentamos casa de swing por algum tempo, já me diverti em várias situações, mas o que me incomoda é a frequência que ele quer e situações arriscadas demais, como sair com um estranho (prefiro as casas pq me sinto mais segura) ou deixar alguém chegar perto qdo estamos transando em lugares abertos (tipo praia...), tbém detesto ser fotografada e ele adora ...e tem outro detalhe ele é muiiito visual e fica excitado rápido com várias pessoas e situações e eu não sou assim preciso ir com a cara do sujeito, analiso roupa,cheiro, toque e assim por diante...e ele se torna invasivo, tenta de tudo para eu ceder, depois fica brabo falando que não vai me convidar para nada...e não é isso que eu quero, precisamos de equilibrio, pois nem fantasiar mais eu consigo...

    Chariene, 35 Anos - Ver Resposta

    Oi Charlene.
    O que eu acho preocupante dessas brincadeiras, é que em muitos casos, há um problema atrás disso, e a prática, mesmo que por "brincadeira" acaba alimentando esse problema.
    Vejo muitos casais que vão nessa direção e percebo que os interesses de ambos , são diferentes. Um se doa com a intenção de estar contribuindo com o crescimento da relação, e o outro, muitas vezes sem se dar conta, está alimentando um lado patológico.
    Não sei como é sua relação, mas parece que ele tem dificuldades de respeitar os seus limites. Será que uma relação assim podemos pensar que seja saudável?

    Um abraço
    Claudecy de Souza
    Psicólogo – 06/69861
    Terapeuta Sexual
    Psicólogo Comportamental Cognitivo
    www.claudecy.com.br | contato@claudecy.com.br

  • A urofilia é um transtorno? O que desencadeia isso? Meu namorado propôs que praticássemos porém fiquei me sentindo péssima, achei uma agressão, gostaria de explicações.

    Patricia, 25 Anos - Ver Resposta

    Oi Patrícia. A urofilia passa a ser um problema como se configura como principal forma de obtenção de prazer e quando a outra pessoa, você nesse caso, não se sente bem com essa prática.
    Como você se sentiu agredida com essa proposta, cabe muito diálogo aberto entre vocês sobre essa questão, e verificar se seu marido se sentirá bem se não praticar a urofilia. Caso isso não ocorra, será muito importante que ele procure ajuda de um terapeuta sexual.
    Não usamos o termo transtorno para a urofilia. Quando ela é aa única ou principal forma de obtenção do prazer sexula, dizemos que é um desvio (parafilia).
    Diversos fatores podem desencadesar a urofilia, em muitos casos a pessoa ao longo de sua vida relacionaou o prazer sexual com a urina em algum período da sua vida.
    Casa pessoa que pratica tem o seu fator que contribuiu para desenvolver o prazer sexual pela urina.

    Um abraço
    Claudecy de Souza
    Psicólogo – 06/69861
    Terapeuta Sexual
    Psicólogo Comportamental Cognitivo
    www.claudecy.com.br | contato@claudecy.com.br

  • Olá Dr. Claudecy. Fiquei feliz de encontrar o seu site nesse momento da minha vida e espero que vc possa responder a minha mensagem. Sou brasileira casada com um alemao ha apenas 5 meses. Namoramos ha 3 anos e esse ano decidimos ficar juntos. Sempre confiei nele, sou bonita e ele sempre me fez sentir bonita também... sempre foi tudo muito bom, porém desde que eu cheguei isso mudou. Na realidade nao sei por que comecei a fazer isso, mas eu ficava olhando nas coisas dele, no computador, nao sei pra que, nao tinha motivo. As vezes achava coisas que eu nao gostava mas que deixava pra lá. Nunca foi nada sério, mas que me deixava de alguma forma chateada. Acho que o meu negócio era só espionar. Um belo dia eu decidi contar pra ele porque eu nao estava mais tao amorosa porque ela já havia percebido. Contei que olhei nas coisas dele e que eu me arrependi mas que eu gostaria de esclarecer algumas coisas já que já era tarde. Ele esclareceu mas ficou MUITO bravo de eu ter olhado nas coisas dele, se sentiu ofendido de eu nao ter confiado nele porque ele diz que jamais olharia nas minhas coisas. Quase terminamos, foi muita briga MESMO. Acho que essa briga durou umas 3 ou 4 semanas e decidi um dia conversar de vez pra gente ficar bem, e assim aconteceu. Vivemos ótimos momentos novamente. O sexo foi ótimo e a relacao divertida. Tenho que adimitir que eu frequentemente me seguro pra nao olhar mais nas coisas dele porque eu nao quero mais brigar e nao quero mais interpretar coisas sozinha. Consegui. Porém hoje de manha eu acordei mais cedo do que o normal e ele estava no computador. Percebi que ele ficou supreso em me ver tao cedo acordada. Eu acordei cedo porque estava curiosa em ver um email de uma amiga que estava com um problema na noite passada e eu sentei no computador dele pra ver. Entao ele foi se arrumar pra ir trabalhar e eu nao sei por que novamente depois de tanto tempo sem fazer isso, fui olhar no histórico dele do firefox. Tinha umas fotos de uma mulher que estava já salvo no email dele naquela vez que olhei. Era um site de notícias, nada pornográfico, mas a mulher lá, de novo, com roupas provocantes e tal. Nao dá pra entender que alguém esteja procurando uma notícia velha a nao ser que seja pra ver o que gostou novamente. Eu vim com o computador pro quarto e ele perdiu de volta pra responder dois emails. Quando me deu o computador de volta, havia deletado o histórico com aquele site. Acredito que pra que eu nao veja. E aí comeco a pensar: se deletou é porque tem culpa, ou nao? Enfim, desde aquela vez que eu procurei nas coisas dele, eu já tinha visto sites porno e nunca achei nada demais, mas percebi que era sempre quando eu nao estava em casa. Tinha semanas que ele nao me procurava mais e eu via os sites lá e agora ele me procura e acho isso hoje. Acredito que ele veja SEMPRE já que deleta o histórico todo. As vezes nao sei se valhe a pena brigar por esse tipo de coisa, mas eu adoro quando ele é sincero comigo e diz que masturbacao pra ele é relaxamento, que precisa tirar o stress as vezes, que ve os videos porno dele... mas nao consigo entender que após um dia muito bom que passamos ontem, nao sei porque ele teria que ver isso ANTES de ir pro trabalho comigo em casa. Ele poderia ter me procurado ou um homem precisa do momento sozinho? O que me incomoda nao é pornografia, é ele procurar sempre AQUELA foto daquela mulher e nao me procurar e sim masturbar. Eu acredito que nao vou conseguir guardar isso pra mim e vou querer conversar com ele, mas morro de medo das nossas brigas serem como naquelas semanas e acabarmos terminando por isso. E sempre que pergunto se ele fez, ele nega até a morte. Acho sim que isso é uma bobeira, mas acho que pra uma mulher é muito triste ver que o seu homem está procurando prazer olhando pra outra. A razao de eu estar escrevendo aqui é porque realmente nao tenho com quem falar. É muito difícil se abrir com alguém sobre esse assunto, nao consigo confiar. Tirando o fato de eu nao conhecer quase ninguém neste país. Espero que vc possa me ajudar a entender um pouco melhor os homens. Nao entendo mesmo. Obrigada pela atencao. Até mais,

    Gabby, 24 Anos - Ver Resposta

    Oi Gabby.
    Você deve estar muito perdida... não é?
    Eu sei que essas coisas mexem muito com muitas mulheres. Na verdade em vários casos as mulheres pensam bem diferentes do homem. São mecanismos, modos de encarar as situações diferentes. E isso se dá devido a criação, os valores, as crenças de cada um. E quando não compreendemos o outro, normalmente ocorre o conflito.
    Sei que para boa parte das mulheres, saber que seu parceiro deseja outra mulher, que gosta de ver fotos de mulheres peladas, que prefere se masturbar sozinho a ter relações com a parceira é sinal de que algo não está bem, que aquela "tal" mulher é mais importante que você. Calma, pode não ser não é nada disso. Mulheres e homens pensam diferentes. Tem um livro chamado "Por que os homens fazem sexo e as mulheres fazem amor?" que mostra um pouco dessas diferenças.
    Por outro lado, estar com uma pessoa estrangeira e num país diferentes, sem conhecer a cultura, sem ter amigos, não é fácil. Isso gera insegurança, receios... E imagino que é assim que você se sente. Mas vá devagar, nade de mexer nas coisas dele. Assim ele não confiará em você, se sentirá mal na relação e com isso virão mais conflitos. Ao contrário disso, converse muito com ele, tente compreender os sentimentos dele, e não o acuse. Assim vocês terão melhores condições de se aproximarem mais, serem mais íntimos e com isso a relação crescer mais. Lembre-se, somos diferentes.

    Um abraço
    Claudecy de Souza
    Psicólogo – 06/69861
    Terapeuta Sexual
    Psicólogo Comportamental Cognitivo
    www.claudecy.com.br | contato@claudecy.com.br

  • Moro com meu namorado faz 2 anos e 3 meses, nos conhecemos e em um mês já fomos morar juntos. O primeiro dia que nos beijamos foi uma loucura, só não transamos pq não deu, mas depois de uma semana aconteceu e foi maravilhoso. Nesse tempo que estamos juntos aconteceram muitas coisas mas o grande problema é a falta de sexo, já ficamos 3 meses sem fazer. Sou compreensiva, procuro conversar com carinho, mas hoje estourei!! Faz 15 dias que aconteceu a última vez, aí hoje conversamos e ele disse que não quer pq está se sentindo gordo e não está se sentindo bem com seu corpo (engordou 20 quilos). Eu entendo, mas falei que sinto tesão por ele de qualquer jeito, não adiantou, ele não quis mesmo. Falei e penso que o problema sou eu, me sinto feia pq ele não me deseja, não me dá carinho... Não estou trabalhando, me sinto a empregada doméstica dele... Porém ele sempre teve desculpas pra não fazer sexo, tinha medo de eu engravidar mas eu tomo anticoncepcional direitinho, o dia que esqueci um, ficou sem fazer (sua ex engravidou com 3 meses de namoro), estávamos com problemas financeiros não queria, estava preocupado com problemas no trabalho, também não queria... Pedi para ele resolver os problemas dele, ele está fazendo terapia, mas diz que tem vergonha de falar para a psicóloga coisas referentes ao sexo. Não foi no médico p ver o testosterona... Me sinto cada vez mais frustrada, já pensei e penso em acabar com o relacionamento por isso. Não o procuro mais pq ele diz que sou safada demais, que uma semana sem sexo eu brigo!! Não sei o que fazer, pois eu o amo muito e com ele eu faço amor, não acho certo procurar outro p fazer sexo, apesar de às vezes dar vontade... Tenho 37 anos, todos me dão 27 anos e meu corpo está ótimo, mas minha auto estima caindo cada vez mais por não ser desejada pelo meu amor... Ele tem 26 anos. Me enganei com os homens mais novos, apesar que nunca tive problemas com meus exs, eram mais novos e muito fogosos. Preciso de ajuda, não sei mais o que fazer!!

    Mulher SP, 37 Anos - Ver Resposta

    Oi Mulher SP.

    Imagino que você esteja muito frustrada mesmo. Mas pelo seu breve relato, penso que exista outros fatores que precisam ser levados em consideração. O não querer fazer sexo, é apenas uma forma de mostrar que algo não está bem. A aparência da mulher para o homem, é importante sim, e vejo que você se cuida e é bem conservada, porém, só isso não basta. Alguns valores, comportamentos e conteúdos também contam muito. A fase de início de relacionamento, normalmente é regada com uma grande dose se curiosidade, expectativa e paixão, isso é bom, mas não dura muito, e é importante que seja assim, pois é preciso dar lugar a um sentimento mais sereno e mais profundo. Mas também é nessa virada que enxergamos coisas que pode levar ao desinteresse ou a ter vontade de nos aprofundar mais.
    Outra coisa importante para você ver, é o porquê você tem preferências por homens mais novos. ​
     
    Se precisar de ajuda para sair dessa, pode contar comigo.
     

Contato

  • (11) 5092-3898
  • (11) 93800-4469
  • contato@claudecy.com.br
  • Av. Bem-te-vi, 333 - Conj. 61 - Moema - SP

Mídias Sociais

Newsletter

Cadastre-se e receba novidades em seu e-mail