Destaques

  • Olá.... Olha só o meu interesse: A minha parceira senti muito prazer, tesão, ela chega a me morde todo de tanto tesão, mas ela não consegui GOZAR. E já tentamos de todas as posições já ficamos mais de 4h em um motel com banheira de hidro e tudo mais, champanhe, vinho pra ela da uma relachada. As nossas relações são bastante cariosas, com sexo oral, bastante caricias, mas no fim ela não consegue GOZA. OBS: Quando começamos a namorar a 2 anos atras ...ela se lembra de ter gozado umas 3 vezes... Gostaria muito de ver minha parceira gozando junto comigo. Por favor me ajudem. Desde já agradeço pela compreensão. Grato...

    Jefferson, 25 Anos - Ver Resposta

    Oi Jeferson.
    A dificuldade para atingir o orgasmo atinge de 50 a 70% das mulheres.
    Porém isso tem como ser resolvido se ela procurar um terapeuta sexual.
    É comum essas mulheres relatem que sente desejo, muito prazer, boa lubrificação, mas não conseguem atingir o orgasmo.
    Na sequência da resposta sexual, falta para elas a etapa do orgasmo, e isso contuma deixá-las frustradas, com a sensação de que falta algo. O parceiro também tem essa sensação deque faltou algo, com o tempo isso pode atrapalhar a relação do casal.

    Um abraço
    Claudecy de Souza
    Psicólogo – 06/69861
    Terapeuta Sexual
    Psicólogo Comportamental Cognitivo
    www.claudecy.com.br | contato@claudecy.com.br

  • Meu amigo, gostaria que realmente vc pudesse me ajudar. estou em dúvidas em relação ao que sou, me defino como crossdresser, embora, já não pense da mesma forma, meu desejo de estar vestida é maior do que imagino e posso suportar, não sou gay o que atrapalha meu entendeminto, já que, se não sou gay, pq uso lingerie no dia-a-dia e adoro me vestir como mulher? me sinto num corpo estranho ao que gostaria de ter. não sei como se explica, mas, desde criança me via diferente, mesmo que outros falassem que não. hoje, meu desejo é realmente mudar, deixar de ser o que não me sinto ser (homem). o que faço? obg, Mylla

    Myla, 32 Anos - Ver Resposta

    Mylla Marie. Que bom que você está procurando ajuda.
    De fato a pessoa que está dentro que chamamos de crossdresser na grande maioria das vezes não é homossexual, aí está a confusão, pois aos olhos leigos, quem gosta se vestir como mulher é gay. O que também não é verdade.
    O prazer do crossdrasser está em se vestir como mulher, há uma predominância na preferência por ligeries. Porém essas pessoas tem sua orientação sexual como heterossexual.
    Pelo que você descreve, você se sente estranho no corpo que tem, é como se sua maneira de pensar, de se ver fosse como a de uma mulher, porém num corpo de homem: "hoje, meu desejo é realmente mudar, deixar de ser o que não me sinto ser (homem)".
    Não tenho como me aprofundar nessa questão com você por não conhecê-lo, e por não ter dados para usar como base. Porém, com esse seu breve relato, eu levanto uma hipótese de transexualidade. Porém, minha sugestão é que você procure um especialista em sexualidade para conversar e assim fazer uma análise adequada.
    Se essa milha hipótese se confirmar, infelizmente são poucos os profissionais que realmente entendem desse assunto. Porém o passo inicial é conversar com um terapeuta sexual.

    Um abraço
    Claudecy de Souza
    Psicólogo – 06/69861
    Terapeuta Sexual
    Psicólogo Comportamental Cognitivo
    www.claudecy.com.br | contato@claudecy.com.br

  • Bom dia Doutor Sou casado há 26 anos, amo minha esposa, mas de algun tempo para cá, estou enfrentando um problema muito dificil, pois embora eu tenha desejo de sexo, por mais que eu tente, não consigo ejacular. Será que o senhor podera me ajudar. Um abraço, aguardo ansioso a sua resposta.

    Paulo, 67 Anos - Ver Resposta

    Olá Paulo.
    Que bom que você está procurando ajuda.
    É preciso que um profissional analise o caso. Primeiramente é preciso ver se existe alguma questão orgânica envolvida, para isso vá a um urologista. Caso não tenha, então procure um psicoterapeuta sexual para ajudá-lo.

    Um abraço
    Claudecy de Souza
    Psicólogo – 06/69861
    Terapeuta Sexual
    Psicólogo Comportamental Cognitivo
    www.claudecy.com.br | contato@claudecy.com.br

  • Namorei cerca de 7 anos e nos casamos recentemente. Não tenho dúvidas quanto ao meu amor por ele, mas sei que desde o início de nosso relacionamento, o apetite sexual dele sempre foi menor do que o meu, sempre pensei que homem tem uma vontade bem maior do que a mulher, chegamos por várias vezes à conversar sobre, mas ele sempre disse que era diferente de outros homens e que achava que isto não era principal em um relacionamento. Tivemos uma crise a uns dois anos atrás, onde achei que ele estaria envolvido com outra pessoa, mas acabamos conversando e por ele ficou provado que não, mas pra mim, fiquei com um ?? Agora cerca de um mês casada, não sei o que aconteceu...perdi meu apetite sexual, que antes era intenso, tenho certeza que o amo, mas não tenho vontade e por mais que eu me esforce em ter relacionamento com ele é difícil pra mim, chega a doer porque não tenho vontade. Até conversamos, e disse que iria conversar com minha médica, gostaria de saber se o anticoncepcional pode tirar o apetite sexual, se eu posso ter ficado bloqueada pelo fato de achar que eu não poderia ter mais vontade do que meu parceiro, se minha decepção pela situação ocorrida e não tendo certeza ajudou, estou desesperada, sou nova ainda, tenho 29 anos e não sei o que fazer?

    Priscila, 29 Anos - Ver Resposta

    Olá Priscila.
    O seu caso ilustra bem esse mito tão difundido de que o homem gosta mais de sexo que a mulher. Não dá para generalizar, pois cada caso é único. Mas é possível afirmar que por sermos diferentes, temos criações, valores, vontades e gostos diferentes também. O mesmo acontece com o sexo. Quando você diz que tinha mais vontade do que ele, não podemos afirmar que ele tenha problemas ou que isso não significa que ele tem outra mulher, mas isso pode significar que ele tem um ritmo ou vontade diferente de você.
    Existe uma infinidade de coisas que excitam uma mulher. Dentre elas, saber que é desejada pelo parceiro e fundamental. Pelo seu relato, parece que não se sentir desejada pelo seu parceiro durante tanto tempo, pode ter causando essa diminuição do seu desejo sexual.
    Com a atual situação, a relação sexual entre vocês é muito ruim, chegando ser dolorosa para você. O que significa que não dá para pensar numa relação sexual saudável e prazerosa. É pouco provável que a pílula esteja causando isso, mas vá ao médico para descartar essa possibilidade.
    Seria muito importante que você juntos procurassem um psicólogo especializado em sexualidade para ajudá-los a resolver essa situação, que se não for feito nada, tenderá a piorar.

    Um abraço
    Claudecy de Souza
    Psicólogo – 06/69861
    Terapeuta Sexual
    Psicólogo Comportamental Cognitivo
    www.claudecy.com.br | contato@claudecy.com.br

  • Desde adolescente me masturbo compulsivamente todos os dias. Nao acho a coisa ruim pelo ato em si, mas o que me incomoda e´ a compulsao. Perco horas todos os dias, muitas vezes nao estou excitado mas o vicio e´ tal que nao durmo antes de satisfazer a compulsao. Muitas noites chego em casa exausto com o corpo pedindo descanso apos um dia extenuante de trabalho, sao 22h-23h mas fico vendo TV em busca de imagens eroticas e quando vejo ja sao 1h-2h da madrugada. Sinto que este habito me tira tempo que seria util para estudar, ler, fazer outras coisas uteis, ou simplesmente dormir melhor. Hoje sou separado, fui casado por quase 20 anos, e este habito sempre me acompanhou sem muito problema. Nos ultimos meses porem tenho me sentido mal apos a masturbacao nestas condicoes, tenho sensacao de frustracao e nao de satisfacao apos a ejaculacao. E este sentimento de nao controlar meus impulsos e´ muito ruim, nao ter controle sobre minha vontade. Devo me conformar como algo normal ou devo buscar ajuda? Faco terapia mas nao tenho coragem de tocar este tema com a psicologa.

    Jorge, 43 Anos - Ver Resposta

    Oi Jorge, perceba que sua relação com a sexualidade tomou proporções que fogem do qe chamamos de saudável, pois está te prejudicando, você está deixando de fazer coisas importantes para se dedicar ao sexo.
    Seria muito importante você ter um acompanhamento de um terapeuta sexual e de um psiquiatra para adiministrar um medicamento para amenizar sua ansiedade.

    Um abraço
    Claudecy de Souza
    Psicólogo – 06/69861
    Terapeuta Sexual
    Psicólogo Comportamental Cognitivo
    www.claudecy.com.br | contato@claudecy.com.br

  • Olá Doutor! Eu estou passando por um problema comigo mesma! eu acredito que realmente tenho TOC desde os 10 anos, depois que assistir seu video agora tenho mais certeza que tenho! Bom recentimente tive dengue onde senti muitas reações ruins que nunca tive antes, como tonteiras, visão tumutuada e cabeça pesada! Só que nesse período uma conhecida minha morreu de cancêr na cabeça, só que começei a pensar que também tinha o problema! Fiquei muito tempo com dores de cabeça pensando que também tinha omesmo problema... agora estou um pouco melhor! Só que ainda penso muitas vezes nisso! Só que agora penso que existe um cancêr flutuando no ar, onde não posso controlar! imagino que esse cancêr entra na cabeça das pessoas, na minha familía também imagino! tenho medo de machuca-las ou atrair isso para elas! agora pergunto Doutor...isso tem cura?! séra que posso controlar esses pensamentos obesessivos?! tenho conciência que isso não é normal...Deus sabe o quanto luto para isso não acontecer! Estou muito triste Doutor, o senhor não sabe o quanto isso está acabando comigo! por favor responda-me! ficarei muito grata! dependendo da sua avaliação vou me tratar o mais rápido possível! obrigada!

    Fernanda, 19 Anos - Ver Resposta

    Oi Fernanda.
    Pela sua descrição, sei o quanto você está sofrendo. Esses pensamentos de fato atrapalham a realização das tarefas diárias.
    Fmuito obrigado por ter assistido meu vídeo na internet.
    Apesar dos sintomas que você descreve dar margens para pensarmos em TOC, é preciso cautela, pois pode ser também que você seja muito vulnerável a autossugestão.
    Você já deu o primeiro passo, que é buscar ajuda especializada. Mas não pode parar aqui. É muito importante que você procura um psicólogo para ajudá-la a resolver essa questão que tanta a perturba.
    Apesar que não adiantar você saber disso, mas o câncer não está no ar, não entra na nossa cabeça como você sente. Mas tem como sim, você resolver esse problema.

    Um abraço
    Claudecy de Souza
    Psicólogo – 06/69861
    Terapeuta Sexual
    Psicólogo Comportamental Cognitivo
    www.claudecy.com.br | contato@claudecy.com.br

  • Sou casada a 7 anos ,eu e meu marido nos damos muito bem na cama..eu gosto muito de fazer sexo,mas ultimamente na hora do sexo ele tem me falado q gostaria de ter mais uma mulher na cama,eu estou atordoada com isso ,pois não sei se eh só uma fantasia ou se ele realmente quer isso,e eu tenho medo de perguntar e ele dizer que não é só uma fantasia,e eu jamais faria sexo a três pois morro de siumes dele e só de pensar eu fico muito mal.Por favor me ajude a resolver estah situação. Obrigada, Cida

    Cida, 39 Anos - Ver Resposta

    Oi Cida.
    Parece que você se sente muito mal com essa situação. Porém não há outra maneira de saber se você não perguntar, e de forma bem clara.
    Para algumas pessoas que tem essa vontade, não passa de fantasia, que só é gostoso enquanto é fantasia. Mas há também aqueles que tem essa fantasia e realmente querem realizar, poir veem nessa possibilidade mais uma forma de se excitarem e obter o prazer sexual.
    Porém, é preciso sempre lembrar que para uma relação se constituir como saudável, é necessário haver o respeito aos limites de cada um.
    Como acontece com muitas casos, é possível que você mude sua forma de pensar no decorrer do tempo. Mas hoje isso seria uma violência para você, o que pode abalar a relação. Por isso a necessidade de você respeita seu tempo de limites assim como ele também.

    Um abraço
    Claudecy de Souza
    Psicólogo – 06/69861
    Terapeuta Sexual
    Psicólogo Comportamental Cognitivo
    www.claudecy.com.br | contato@claudecy.com.br

  • Tenho a fantasia de fazer menage a trois. Gostaria de ver a minha mulher transando com outro homem. Isso demonstra algum desvio de comportamento

    Jorge, 42 Anos - Ver Resposta

    Oi Jorge.
    Não necessariamente. Muitas vezes isso é apenas uma fantasia.
    Porém, se para acontecer uma relação sexual é preciso ter esse componente presente, pode ser que exista algo para ser investigado.
    Muitas vezes pessoas sofrem por terem essa vontade e não poderem compartilhar porque serão criticadas. Em muitos casos que já atendi, pude perceber que havia um aspecto moralista muito forte que os fazia sofrer.
    Penso que é importante você se questionar sobre o porque dessa vontade. Como está sua relação e como sua esposa vê e se sente diante dessa proposta. E mais uma questão: a estruturas do seu relacionamento está preparada para isso?

    Um abraço
    Claudecy de Souza
    Psicólogo – 06/69861
    Terapeuta Sexual
    Psicólogo Comportamental Cognitivo
    www.claudecy.com.br | contato@claudecy.com.br

  • Tenho desejo de ver minha esposa envolvida sexualmente com outro(s) homens, gostaria de saber a origem psicológica dese meu desejo, além de entender se posso julgar isso com naturalidade para poder propor a ela ou mesmo me tratar diante de uma possível falha de personalidade.

    Junior, 30 Anos - Ver Resposta

    Olá Junior.
    Eu penso que pode ser muito simplista responder essa questão como é ou não normal. É preciso analisar o contexto para entender o que está por trás dessa vontade.
    Muito homens têm essa vontade. Mas é preciso analisar cada caso. Nem todos são apenas uma brincadeira, uma fantasia e nada mais. Muitos escondem questões que precisam de atenção, mas a pessoa não percebe.
    Vale a pena conversar com um psicólogo para entender com mais profundidade essa questão. 
     

  • Dr Tenho 38 anos, fui casada 11 anos e me separei. estou namorando com um rapaz de 31. Sexualmente é tudo maravilhoso, mas ele insiste em ir em casa de swing, fomos uma vez e não curti. Tenho fantasias, ele quer sempre me ver com outro homem, mas o amo muito e não sinto vontade. Estamos brigando muito pro isso, temos um ótimo relacionamento e fico com medo que ele me traia. Não sei mais o que fazer.

    Priscilla, 38 Anos - Ver Resposta

    Olá Priscilla.
    Eu entendo como essa insistência deve deixar você perturbada.
    Para boa parte das mulheres não faz sentido o parceiro querer vê-la com outro. Enquanto que para ele isso é altamente excitante. São visões diferentes, e por isso o conflito.
    Eu sei que quando estamos envolvidos e não queremos perder a pessoa, em muitos casos, podemos nos submeter a situações nada saudáveis. Isso precisa ser questionado e muito analisado, pois em todos os relacionamentos as pessoas buscam pessoas que possam nos completar, compartilhar os momento da vida, curtirem, e isso é muito gostoso e saudável. Porém, algumas pessoas têm dificuldades para perceber que o que elas buscam nem sempre é saudável, mas alguém que alimente, que seja conivente, que contribua para dar continuidade a uma forma de prazer, de pensar ou qualquer outra coisa que não seja saudável.
    Não estou dizendo que quem pratica swing, sexo a três ou coisas do gênero não são saudáveis, cada caso precisa ser analisado. Mas estou dizendo sim, que algumas pessoas buscam relacionamentos para alimentar forma de prazer, como essas, por exemplo, que não tem o objetivo de criar bases mais sólidas para um relacionamento mais saudável. O interesse é apenas pelo próprio prazer, desconsiderando o sentimento da outra pessoa.
    Em muitos casos, o que encontramos é uma pessoa desajustada que precisa de ajuda, mas que não vê dessa forma.
    Podemos fazer uma analogia com o dependente de álcool ou qualquer outra droga. Isso não faz bem, mas é a forma como a pessoa educou seu corpo, uma parceria que consome junto, para não abandonar a pessoa, de fato, não estará ajudando, mas sim, alimentando algo que vai prejudicar.
    Como eu disse acima, cada caso precisa ser analisado separadamente. Não posso falar muito do seu caso por não conhecer. Porém fico com a impressão de que ele está com dificuldades para entender que isso a agride. Por outro lado, esse seu medo de que ele vá te trair se você não compartilhar, pode fazer você compartilhar desse esquema. Nesse caso, é você quem precisa decidir se vale a pena manter essa relação.
    Caso queira falar mais sobre essa questão, pode entrar em contato novamente.

    Um abraço
    Claudecy de Souza
    Psicólogo – 06/69861
    Terapeuta Sexual
    Psicólogo Comportamental Cognitivo
    www.claudecy.com.br | contato@claudecy.com.br

Contato

  • (11) 5092-3898
  • (11) 93800-4469
  • contato@claudecy.com.br
  • Av. Bem-te-vi, 333 - Conj. 61 - Moema - SP

Mídias Sociais

Newsletter

Cadastre-se e receba novidades em seu e-mail