Destaques

  • Na infancia:fui molestada por um longo periodo,devido a alterações no meu comportamento sem saber o que se passava minha mãe me levou a fazer tratamento psiquiatrico,o médico me tocava todas as vezes que me examinava.Hoje sou casada,tenho 39 anos,4 filhos. Mas para atrapalhar meu marido todas as vezes qaue temos relação me toca ou tenta a relação anal,e isso tem diminuido meu interesse sexual, e em 90% de nossas relações só consigo chegar ao orgasmo se me imagino tendo relação com outra pessoa,muitas vezes mulheres e eu nunca tive nenhum relacionamento ou interesse por mulheres, e quando me imagino com outro homem este sempre está abusando sexualmente de mim,em seguida me bate uma angustia e uma sensação de vergonha e medo. Help o que fazer para ser uma pessoa normal

    Simone, 39 Anos - Ver Resposta

    Olá Simone.
    Que bom que você está procurando ajuda. Não dá para viver assim e você tem direito de ser uma pessoa que vivencie a sexualidade de modo saudável.
    Pelo seu relato, esses abusos que você sofreu ao longo da sua vida deixaram marcas.
    Quando você fala que nunca desejou mulher, mas que ao fantasiar com mulheres sente prazer, isso não necessariamente significa que você seja homossexual ou bissexual. Muito provavelmente o seu desejo por mulheres nessas situações, está mais relacionada ao que uma relação sexual com uma mulher pode proporcionar, como muito carinho, beijos, toques...
    Além disso, não podemos esquecer que quem sempre abusou de você foram homens, é normal então tão que você tenha uma relação com homens de modo bem diferente daquilo que de fato você quer.
    Por outro lado, quando você fantasia com homens, só consegue obter prazer se esses tiverem abusando de você. Isso foi o que ficou bem marcado de suas relações com homens: que eles sempre vão abusar de você.
    Para algumas mulheres que vivenciaram algo parecido, é muito comum a presença da culpa. Afinal, “como posso sentir prazer numa situação dessa?”
    O que importa agora, é que você está procurando ajuda para mudar tudo isso. Será muito importante que você procurem um psicólogo para trabalharem essas questões que tanto estão te incomodando, e assim você poder viver sua sexualidade de modo saudável.

    Um abraço
    Claudecy de Souza
    Psicólogo – 06/69861
    Terapeuta Sexual
    Psicólogo Comportamental Cognitivo
    www.claudecy.com.br | contato@claudecy.com.br

  • Boa tarde Dr. Claudecy! Meu nome é João Pedro e estou com um problema. Recentemente descobri que uma pessoa muito proxima a mim sofreu violencia sexual la pelos seus 11 anos de idade. Hoje ela já esta com seus 20 anos e por mais que ela negue que tenha qualquer sequela, eu ja identifiquei 3 problemas: 1º Ideia fixa que ela não quer viver mais do que 40 anos. 2º Anorgasmia 3º Baixa alto estima Por mais que eu tente, não estou conseguindo fazer que ela procure um especialista no assunto e estou sem saber o que fazer. Não posso forçar ela ir (por causa do genio forte dela) e tenho medo de ficar tocando no assunto toda hora e piorar o quadro. Gostaria que o senhor pudesse de dar alguma ajuda. Grato pela atenção.

    Joao, 30 Anos - Ver Resposta

     

    AddThis Social Bookmark Button
    Boa tarde Dr. Claudecy!
    Meu nome é João Pedro e estou com um problema. Recentemente descobri que uma pessoa muito proxima a mim sofreu violencia sexual la pelos seus 11 anos de idade. Hoje ela já esta com seus 20 anos e por mais que ela negue que tenha qualquer sequela, eu ja identifiquei 3 problemas: 1º Ideia fixa que ela não quer viver mais do que 40 anos. 2º Anorgasmia 3º Baixa alto estima Por mais que eu tente, não estou conseguindo fazer que ela procure um especialista no assunto e estou sem saber o que fazer. Não posso forçar ela ir (por causa do genio forte dela) e tenho medo de ficar tocando no assunto toda hora e piorar o quadro. Gostaria que o senhor pudesse de dar alguma ajuda. Grato pela atenção.

    João, 30 anos |

    Olá, como vai?
    Essa é uma situação um tanto delicada para mexer. No entanto, algumas questões pessoais, por mais que pareça inadequado aos olhos dos outros, não se pode forçar a pessoa procurar ajuda.
    Enquanto ela não perceber que tais questões estão atrapalhando a vida dela, causando danos nas suas relações, ela não procurará ajuda.
    Entendo que deve ser angustiante para você que está perto, perceber e não poder fazer muito coisa.
    Seria muito importante, ao poucos, ela começar a perceber que pode ter uma qualidade de vida sexual melhor, se resolver essa questão da anorgasmia a qual você se refere, bem como, se a questão da violência sofrida estiver a atrapalhando, ela poderá também usufruir de melhor qualidade nas suas relações se essa questão for trabalhada com um profissional.
    Por isso, sugiro que pouco a pouco, você aborde a importância dela procurar a ajuda de um psicólogo, de preferência um psicoterapeuta sexual para ajudá-la não só na questão do possível trauma que ela carrega, bem como na questão sexual.

    Um abraço
    Claudecy de Souza
    Psicólogo – 06/69861
    Terapeuta Sexual
    Psicólogo Comportamental Cognitivo
    www.claudecy.com.br | contato@claudecy.com.br

Contato

  • (11) 5092-3898
  • contato@claudecy.com.br
  • Av. Bem-te-vi, 333 - Conj. 61 - Moema - SP

Mídias Sociais

Newsletter

Cadastre-se e receba novidades em seu e-mail