Destaques

  • Tenho desejo de ver minha esposa envolvida sexualmente com outro(s) homens, gostaria de saber a origem psicológica dese meu desejo, além de entender se posso julgar isso com naturalidade para poder propor a ela ou mesmo me tratar diante de uma possível falha de personalidade.

    Junior, 30 Anos - Ver Resposta

    Olá Junior.
    Eu penso que pode ser muito simplista responder essa questão como é ou não normal. É preciso analisar o contexto para entender o que está por trás dessa vontade.
    Muito homens têm essa vontade. Mas é preciso analisar cada caso. Nem todos são apenas uma brincadeira, uma fantasia e nada mais. Muitos escondem questões que precisam de atenção, mas a pessoa não percebe.
    Vale a pena conversar com um psicólogo para entender com mais profundidade essa questão. 
     

  • Estamos juntos a alguns anos e sinto muito prezer quando imagino ele com outra, até que um dia revelei esse desejo e pedi para ele realizar... Mas não consigo me entender, ao mesmo tempo que deliro de prazer com isso, sinto uma enorme tristeza quando o "prazer" desaparece de minha mente, fico cheio de neura achando que se ele topou realizar é porque não me ama, mesmo ele garantindo que ama, enfim é como se eu fosse duas. Me ajude a compreender como isso pode ser normal, na cama quero ele com outra e fora da cama sou ciumenta e fico triste de saber que isso ira acontecer, e pior pq eu quiz !??? me ajude!

    Dalia, 30 Anos - Ver Resposta

    Oi Dalia.
    Essa vontade é mais comum do que você imagina. Não sesinta mal por isso. No entanto é importante fazer uma separação entre fantasia e a realização da fantasia. Em muitos casos, a realização é uma delícia e não gera mal estar, mas há outras que são interessantes que fiquem só no âmbito da fantasia. 

    Em alguns casos, Dalia, é bom investigar o porque de algumas fantasias, elas podem ser bem saudáveis, bem como, podem revelar alguma questão conflituosa na pessoa ou na relação do casal.

    Outra coisa que deixa muitas mulheres preocupadas, é a associação dessas fantasias com o amor. São coisas diferentes, principalmente para a maioria dos homens, não há essa associação. Por isso, porde ser mais interessante separar essas duas coisas.

  • Prezado Dr. Claudecy, li diversos depoimentos acerca do Swing. Sou casada há um ano e desde que eu e meu marido nos conhecemos (há 3 anos) ele me dizia que era praticante. Ser Swing faz parte da vida dele e ele não pensa na possibilidade de viver de outra forma. A idéia me instigou principalmente pela essência do Swing onde o casal se torna cada vez mais cúmplice por praticar juntos suas fantasias. Sempre viajávamos e falavámos loucuras na cama o que me excitava absurdamente. Até que praticamos o primeiro menage masculino. Já fizemos algumas vezes e no fundo, me sinto muito agredida, suja, pervertida. Porém quando voltamos para cama e apenas falamos minha excitação voa. O grande "x" da questão. Fui molestada por um tio quando tinha cerca de 5 anos. Há a possibilidade de esse acontecimento do passado me bloquear a ponto de eu sentir tanta aversão a prática? Pode ser um trauma? Ou apenas uma questão de criação, princípios e valores? Eu realmente gostaria de gostar.... Mas por mais que eu tente, acabo me magoando e me sentido agrdeida. Complicado? Me ajude! Abraços!

    Patricia, 27 Anos - Ver Resposta

    Olá Patrícia.
    As fantasias sexuais são muito importantes para o relacionamento sexual. Elas dão cor, brilho, vida... são na verdade o combustível para a vida sexual.
    Existem basicamente dois tipos de fantasias com cunho sexual:as saudáveis e as não saudáveis. Na primeira, são aquelas que promovem nosso crescimento, que contribuem para maior aproximação das pessoas, e normalmente ambos estão em sintonia e de acordo. No segundo caso não é assim que ocorre. Normalmente são fantasias unilaterais, egoístas, que visam unicamente o próprio prazer sem se preocupar com o que aquilo está causando na outra pessoa envolvida, com o sentimento dela e na repercussão que isso poderá ter. Nesse caso, podemos incluir fantasias como pedofilia, torturas, sexo a três, swing... Aqui, muitas pessoas acabam se submetendo a tais fantasias para não desagradar a outra pessoa, por temer a reação dela, por não querer perder a pessoa. Isso é triste. A consequência é muito ruim para os dois lados: para quem cede é uma agressão, e isso pode resultar em problemas. E para outra pessoa, ter alguém que ceda, que é conivente, também não é bom, pois reforça e alimenta um comportamento inadequado, que, apesar de proporcionar prazer, não significa ser saudável. Dizer não a esses apelos pode ser ruim para a pessoa, mas pode também ajudar a ver que esse assunto merece ser tratado de outra maneira.
    Por outro lado, algumas fantasias só são excitantes e gostosas quando fica só na fantasia, ou seja, no imaginário. Perceba que você descreve que “falávamos loucuras na cama o que me excitava absurdamente”. Mas também fala que “Já fizemos algumas vezes e no fundo, me sinto muito agredida, suja, pervertida”. Esses exemplos de sentimentos nos mostram que a realização de algumas fantasias podem não ser tão prazerosas quanto tê-las apenas na numa instância imaginária.
    Quando você descreve que seu parceiro gosta da prática do swing, e que não pretende abandoná-la, cabe então a você verificar o quando essa agressão é suportável por você sem causar consequências maiores a você.
    Ao falar que do seu abuso aos cinco anos de idade, e perguntar se isso tem relação com a aversão que sente ao assunto, pode ser que sim. E é importante que você trate dessa questão comum psicólogo. Porém, se você pratica, pode ser que o seu sentimento aversivo não seja tão intenso, afinal você continua a prática. Há também a possibilidade de que o prazer que você sente durante, bem como não querer perder o seu parceiro sejam maiores que a aversão que você sente. Seja como for, penso que não é saudável se manter num contexto onde você sempre se sente punida. Desse modo não há um crescimento adequado.

    Um abraço
    Claudecy de Souza
    Psicólogo – 06/69861
    Terapeuta Sexual
    Psicólogo Comportamental Cognitivo
    www.claudecy.com.br | contato@claudecy.com.br

  • Bem, tenho 23 anos e meu namorado 25. Namoramos a cinco anos, sei que ele já me traiu...o perdoei porq o amo demais. Mas só a pouco tempo ele me disse que sente desejo por outras mulheres. Ele disse que não pode ver uma mulher bonita que já acha que "é homem" pra ela, que tem vontade de transar com ela. Perguntei o que ele faz todas as vezes que sente isso...se me trai. Ele disse que não, mas vai se mastubar. Fiquei super chateada com isso, imaginando que todas as vezes que faziamos amor ele estava pensando em outra. Ele disse estar doente e que precisa de tratamento. O que eu faço Dr. Claudecy? A minha vontade foi de terminar tudo qdo fiquei sabendo disso. Me ajude por favor!

    Patricia, 23 Anos - Ver Resposta

    Patrícia sei que isso a magoou muito. Mas é importante você saber que desejar outra pessoa, mesmo estando num relacionamento, é normal e saudável. Não há nada de errado em fantasiar com outra pessoa. Porém quando a fantasia é posta em prática, ou está tomando proporções a ponto de atrapalhar a relação, por exemplo, se masturbar tanto que não sente vontade de ter relação a parceria, então isso passa a ser um problema. Essa fantasia passou do saudável para o não saudável.
    Porém, quando ele fala que está doente e precisa de tratamento, então parece que a situação pode ser mais profunda do que parece. Admitir que precisa de ajuda não é fácil. Por isso, apoiá-lo e incentivá-lo a procurar um especialista é um belo gesto da sua parte.

    Um abraço
    Claudecy de Souza
    Psicólogo – 06/69861
    Terapeuta Sexual
    Psicólogo Comportamental Cognitivo
    www.claudecy.com.br | contato@claudecy.com.br

  • Olá! Dr. tenho dúvidas e não sei com quem falar. saio com uma pessoa que gosta de pés e mãos adoratocar estas partes não necessariamente fciar cheirando nem beijando ele olha e depois de algumas vezes passou a morder meu pé com força, a morder outras partes como mão e bumbum, ele tb tem a manian de dizer que quer me pisar todinha, e eu levei ate o final apra ver no que dava...ele subui em mim e pidsou um pouco dizendo que todo peso estava em cima de mim...algumas vezes me disse que gostaria de me mijar todinha...eu falei que queria so apra ver o que ele fazia mas ele não conseguiu, algumas vezes me bate no rosto e no bumbum, segura minha boca. Isso e um trastorno? o que vc poderia me dizer desta pessoa? o que pode levalo a ser asism. agradeço

    Vivian, 30 Anos - Ver Resposta

    Oi Vivian.
    Falar de causa sem conhecer a pessoa não dá. Pessoas diferentes podem ter essas mesmas vontades e as causas serem diferentes.
    Algumas pessoas tem desejos "diferentes", no entanto são apenas formas não tão comuns para se sentir prazer, mas pelas vias normais também sentem prazer.
    Porém há pessoas que encontram nessas vias "diferentes" a única forma de prazer. Nesse caso, tais pessoas precisariam de atenção de um profissional especialista.
    Em ambos os casos o importante é saber como a parceria se sente.
    Em alguns casos há a adaptação por parte da parceria, o que nem sempre é bom, pois pode estar camuflando alguma patologia.
    Em outros casos a parceria não se adapta.
    Como você está se sentindo?

    Um abraço
    Claudecy de Souza
    Psicólogo – 06/69861
    Terapeuta Sexual
    Psicólogo Comportamental Cognitivo
    www.claudecy.com.br | contato@claudecy.com.br

  • Sinto prazer em ver minha mulher andando com roupas curtas, saias, decotes e homens a olhando e desejando... isto me consome, me deixa extremamente ecitado. Somente consigo ejacular quando penso que ela está com outro homem... Isto está me fazendo mal, não quero uma vida assim, o que devo fazer para parar com estes pensamentos? Preciso de sua ajuda, Muito obrigado.

    Anonimo, 23 Anos - Ver Resposta

    Olá.
    Qualquer coisa boa, em excesso, pode ser ruim. E me perece ser o seu caso. Pois o que era para ser apenas uma fantasia prazerosa está se transformando em algo pesado e problemático para você.
    Por você não estar conseguindo sair dessa situação sozinho, é importante que você paça ajuda, que é o que você já está fazendo, mandando essa mensagem para mim. Porém, é preciso conhecer você de modo mais amplo para ajudá-lo de modo mais eficiente, por isso é preciso que você vá a um psicólogo, de preferência que seja especialista em sexualidade para dar melhores condições para você sair dessa.

    Um abraço
    Claudecy de Souza
    Psicólogo – 06/69861
    Terapeuta Sexual
    Psicólogo Comportamental Cognitivo
    www.claudecy.com.br | contato@claudecy.com.br

  • Meu namorado me convidou para realizar uma fantasia de transar a tres, eu, ele e outra mulher, sendo que teriamos que nos tocar pra ele ver e depois ele comeria as duas. Ele me disse que tem muito tesão fazendo isso, e que sempre faz. Até que ponto esse tipo de fantasia é normal? Uma fantasia pode se tornar um hábito e ainda ser considerada fantasia?

    Ana, 48 Anos - Ver Resposta

    Olá Ana Maria.
    Uma fantasia só é fantasia enquanto não colocada em prática, quando então, dizemos que realizamos uma fantasia. Quando essa realização é prazerosa e a repetimos, damos mais vida a ela, e a materializamos cada vez que a praticamos. É então que dizemos que tal coisa ou prática é um estímulo para nós, e tenderemos repetir enquanto tivemos prazer dessa fonte.
    Algumas fantasias são muito saudáveis e importantes para nossa vida, seja em questões sociais, trabalho, estudos e, claro, a sexual. Porém, há fantasias que não são saudáveis, como fantasias envolvendo pedofilia, ou mesmo aquelas que envolvem unicamente o próprio prazer, de modo muito egoísta, não se importando se vai fazer mal a outra pessoa, se vão ferir os limites dela, os valores e sentimentos.
    Quando uma fantasia vai nessa direção devemos questionar esse relacionamento. Muitas vezes na prática clínica, percebo que a conivência com algumas dessas fantasias, acabam contribuindo para o desencadeamento de comportamentos muito inadequados e até mesmo doentios. Em consequência dessa aceitação, o relacionamento pode ser construído em cima de uma configuração doentia, na qual sempre precisarão se alimentar desses mesmos estímulos para a relação sexual funcionar. Isso não é bom. Pessoas assim costumam romper o relacionamento se seus “desejos” não forem realizados. Assim, eles ficam pulando de relacionamento até encontrar aquela pessoa para compartilhar do seu desejo doentio.
    Pelo que seu parceiro diz, tenho a impressão que para ele, essa prática é muito importante, quem sabe, necessária, para a realização dele. Isso precisa ser muito pensado e investigado por você. Se essa prática é mais importante a ponto de ele não abrir mão, mesmo que isso a agrida. Também é preciso saber se isso é agressivo para você ou se é também um desejo seu. Se você vai aceitar essa prática ao longo do relacionamento. Ou seja, é preciso investigar e pensar sobre que configuração vocês estão construindo nessa relação.

    Um abraço
    Claudecy de Souza
    Psicólogo – 06/69861
    Terapeuta Sexual
    Psicólogo Comportamental Cognitivo
    www.claudecy.com.br | contato@claudecy.com.br

  • Boa tarde eu só consigo chegar orgasmo se eu pensa em outro homem,quando estou transando com meu marido isto é normal.

    Elaine, 39 Anos - Ver Resposta

    Olá Elaine.
    Existem diversas possibilidades para isso. Dentre elas, pode ser que o modo como seu marido faz não seja bom para você, por isso precisa pensar em outro. Pode ser que você tenha aprendido e ficou condicionada a fazer sexo dessa maneira, por isso, todas as vezes você faz assim.
    É muito comum as pessoas pensarem em outra durante a transa, o que não significa problema ou que não goste da pessoa que está ali com ela. Mas sim, que lembrou de alguém que por algum motivo chamou a atenção. O problema passa a existir quando a pessoa precisa sempre desse recurso. Nesse casa é importante investigar o motivo. Em muitos casos assim, o que percebo pela minha vivência clínica, é que existe alguma insatisfação, alguma coisa não está bem na relação.
    Se isso te incomoda, sugiro que vá atrás para ver o que está acontecendo.

    Um abraço
    Claudecy de Souza
    Psicólogo – 06/69861
    Terapeuta Sexual
    Psicólogo Comportamental Cognitivo
    www.claudecy.com.br | contato@claudecy.com.br

  • Sr Claudecy, Gostaria que me ajudade a me entender. Eu sou hetero convicto, mas ultimamente tenho sentido voltade de transar com casais, inclusive de tocar o outro homem. Será que estou mudando minha opção sexual depois de velho?

    Marcos, 39 Anos - Ver Resposta

    Olá Marcos.
    Não se trata de mudar a orientação sexual. Muitas vezes isso é apenas uma fantasia, uma vontade pode ou não continuar.
    Em nossa vida, sempre estamos mudando, e mudaremos até a morrer. É provável que essa vontade possa ter surgido após você ter recebido alguns estímulos, que podem ser visuais, sua imaginação, conversas... ou mesmo essa vontade sempre existiu, mas somente agora você está dando abertura para pensar nisso.
    Não se desespere, apenas viva o que seus sentimentos pedem (mas com moderação rsrsr).

    Um abraço
    Claudecy de Souza
    Psicólogo – 06/69861
    Terapeuta Sexual
    Psicólogo Comportamental Cognitivo
    www.claudecy.com.br | contato@claudecy.com.br

  • DR. CLAUDECY, Li outras respostas sobre fantasias, mas porém o sr. não explicou do que decorrem estas fantasias, falo principalmente daquelas que são muito comuns, como a fantasia que quase todo homem tem, que é a de transar com duas mulheres que transem entre si. Qual a explicação para tantos homens terem a mesma fantasia? Também li resposta sobre a fantasia de ver a esposa transando com outro homem, confesso que fico excitado quando penso que minha mulher estaria transando com outro homem e eu assistindo, disse isto a ela, com muito receio claro, mas também lhe disse que não sei explicar o porquê de ficar excitado com esta situação. Nas respostas a idêntica pergunta, e agora mais tranquilo pois percebi que esta fantasia é mais comum do que eu imaginava, também não houve uma explicação para este desejo. Existe explicação pela psicologia quanto as fantasias comuns, como as citadas acima? Forte abraço! Parabéns por este maravilhoso site e pelo seu trabalho voluntário aqui ajudando as pessoas. RMS - 41a

    RMS, 41 Anos - Ver Resposta

    Olá RMS, obrigado por visitar o meu site e pelos elogios.
    Na psicologia existe sempre uma teoria por trás que nos baseamos para explicar os comportamentos. Porém nessa Ciência sempre naquilo que a pessoa nos traz. Isso significa que por mais que duas ou mais pessoas recebam a mesma criação, elas interpretarão e sentirão os fatos de modo diferente. Ou seja, sempre que estamos com uma pessoa na nossa frente, com base no que ela traz da vida dela que podemos nos basear para explicar o por que desse ou daquele comportamento. Assim, não tem como usarmos um padrão de resposta para todos, sempre precisaremos analisar casa caso separadamente.

    Um abraço
    Claudecy de Souza
    Psicólogo – 06/69861
    Terapeuta Sexual
    Psicólogo Comportamental Cognitivo
    www.claudecy.com.br | contato@claudecy.com.br

  • Sou casada há 10 anos. Meu marido sempre gostou demais de sexo, eu também, nós transamos todos os dias. mas ele vive reclamando sempre é pouco, nunca está bom. Ele insiste que façamos sexo anal e eu faço (gosto um pouco). Depois começou a querer ir em casas de swing (eu fui). Mesmo assim ele sempre quer mais, diz que não combinados sexualmente falando, não sei o que fazer. Agora os interesses dele são zoofilia, quer que eu urine nele e até defeque. Sou uma pessoa liberal, e não o reprimo, mas acho que ele não tem limites e mesmo com tudo isso ainda se sente insatisfeito. Me ajude! O que devo fazer? Estou errada? Acha que sou moralista? O que sei é que quanto mais eu ceder, mais ele vai querer, é uma coisa que parece não ter fim. Eu penso que um bom relacionamento não precisa desse tipo de coisas. Ele fica o tempo todo na internet em sites pornográficos, falando no msn (só pornografia) e acha que sou chata por não gostar. Quando transamos quer ficar tirando fotos minhas pra colocar na internet, não acho isso legal nem saudável. Me dê uma luz.

    Angela, 26 Anos - Ver Resposta

    Oi Angela. Obrigado por visitar meu site e por procurar ajuda.
    Algumas pessoas utilizam o sexo com outra finalidade que não a sexual. Isso é muito comum entre as pessoas, por exemplo, fazerem sexo quando estão ansiosos, e nesse caso o sexo ou a masturbação tem o intuito (consciente ou não) de alívio, mesmo que temporário, dessa sensação de ansiedade. Usar o sexo com essa finalidade, não necessariamente é um problema, mas, a frequência e intensidade é que vão mostrar se se caracteriza um problema.
    Angela, pelo seu relato parece que seu marido tem usado o sexo e você para outra finalidade, que precisará de um diálogo amplo com um psicólogo para saber qual é a questão que está por trás.
    Perceba que a mudança é constante, tão logo ele atinge a realização da fantasia e a saciação daquele desejo, ele procura outros meios para a "satisfação". Não há nada de errado em querer conhecer novas sensações, porém, com os focos, frequências e os métodos utilizados para essa realização dele, mostra que há algo que não está bem, e o ele busca não será encontrado utilizando essas vias.
    Por outro lado, observe você, perceba que seus comportamentos como, os de compartilhar de tudo isso, de ajudar a realizar tais vontades, contribuem para ele continuar usando você como parceira/facilitadora para a realização desses desejos.
    Sei que essas atividades proporcionam muito prazer a ele, e que algumas dessas atividades também causam prazer a você. Porém, com a sua contribuição e sem ajuda de um profissional, isso se tornará cada vez maior, tomando verdadeiras proporções doentias e comprometendo aspectos importantes da vida dele.
    No seu caso, você já está percebendo que isso está num nível que não está mais interessante para você, não está ficando ruim conviver dessa maneira, e quem sabe até com a sensação de estar sendo usada.
    Você não está errada em querer parar, querer não participar de algo que não está bem para você. Para que exista uma relação saudável é muito importante que haja o respeito ao limite de cada um.
    Continuar assim não é saudável. Ele precisa de ajuda, e provavelmente seria importante você também ser ouvida por um psicólogo.
    Coloco-me à disposição para quaisquer outras questões que vocês tenham ou mesmo para conversamos pessoalmente.

    Um abraço
    Claudecy de Souza
    Psicólogo – 06/69861
    Terapeuta Sexual
    Psicólogo Comportamental Cognitivo
    www.claudecy.com.br | contato@claudecy.com.br

  • Olá, Boa Tarde. Meu casamento é constituído entre outras coisas, de muito amor, confiança e sinceridade. Somos casados a 8 anos, e como nosso relacionamento foi ficando mais maduro, tivemos a coragem de falar abertamente sobre nossas fantasias sexuais sem constrangimento. A minha maior fantasia é de ver minha esposa transando com outro homem. Isso me excita muito. E quando transamos fantasiando esta situação ela se solta muito e senti prazer também. Só que depois de chegar ao orgasmo, fico um tanto desmotivado a realizar a fantasia, e logo em seguida ao me excitar novamente, o desejo também retorna. Quando estamos fora da cama, batendo papo, ela diz que até teria coragem de sair com outro homem, porém não tem coragem de fazer isso na minha frente. De tanto eu insistir, ela esta dando bola pra um rapaz vizinho de uma amiga nossa, que não sabe de minha fantasia, más esta incentivado minha esposa a sair com este rapaz. Minha esposa tem 41 anos, é muito bonita, tem um corpo lindo. Qualquer homem que ela der bola, ficaria louco de tesão. Antes de nos conhecermos, ela tinha uma vida sexual bem ativa. E foi isso, o que mais me exitou nesta fantasia, de saber que ela não passava vontade na hora de ir para cama com alguém. Pergunta: 1) Fantasiar a esposa transando com outro homem pode ser considerado normal? 2) Deixar que esta fantasia se torne realidade, pode acabar com um casamento "perfeito", como o nosso? 3) O fato de que eu, após chegar ao orgasmo repudiar a realização da fantasia, e 5 min. após, ao me excitar novamente, a vontade de realizar fantasia volta com muito mais intensidade, siguinifica alguma coisa? Ter este e-mail respondido é muito importante para mim, de antemão faço meu agradecimento.

    PAJ, 38 Anos - Ver Resposta

    PAJ.
    Será preciso entender mais detalhadamente sua fantasia. O que gerou, o que está motivando e também quais as possíveis consequências que isso pode trazer.
    Pelo que você descreve, o seu prazer é muito grande, porém, é preciso ver se a realização dessa fantasia não deixaria a relação que é “perfeita”, instável, e quais repercussões isso traria para sua esposa e para a relação.
    Isso pode ser muito bom e ambos curtirem, mas não podemos descartar a possibilidade de acontecer o contrário.
    Já atendi vários casos de pessoas que me procuram com essa questão. Por isso, posso falar dos dois lados: do prazer e do rompimento da relação.
    Mas cada caso precisa ser analisado individualmente.
    Você fala de uma espécie de "arrependimento" que sente após atingir o orgasmo. Isso é muito comum, porém o desejo fala mais alto, e lá está você novamente desejando.
    Dificilmente, sozinho, você mudará essa situação (da sua fantasia). E também não sabemos se você tem essa vontade, apesar de você me questionar sobre isso.
    Penso que essa questão seja mais ampla do que simplesmente dizer se deve realizar ou não. Será preciso analisar mais profundamente essa sua vontade.

    Um abraço
    Claudecy de Souza
    Psicólogo – 06/69861
    Terapeuta Sexual
    Psicólogo Comportamental Cognitivo
    www.claudecy.com.br | contato@claudecy.com.br

  • Olá Dr. tudo bem? Ultimamente estou sonhando em realizar minha grande fantasia que é ver minha mulher com outro e participar da transa. Desde que comecei a ver relatos nas revistas sobre isso, me deu vontade e alimento essa fantasia junto com ela. Só que nunca conversamos em pô-la em prática. E chego ao prazer mais rápido quando ela me chama de corno. O Sr. acha que devo pôr em prática tal fantasia.

    Adriano, 32 Anos - Ver Resposta

    Oi Adriano.
    Eu não tenho como dizer se você deve ou não por em prática essa fantasia. Mas posso dizer que seria muito interessante investigar o por que desse desejo tão grande, já que você diz ser o seu maior sonho.
    Essa é uma aventura que excita muitas pessoas, porém, poucas estão preparadas ou apresentam condições para colocar em prática.
    Conversar sobre esse assunto com a esposa é necessário, pois pode ser difícil para ele entender o que está acontecendo.
    É muito delicado responder sua pergunta com um deve ou não deve. É preciso entender mais amplamente o que isso significa para você.

    Um abraço
    Claudecy de Souza
    Psicólogo – 06/69861
    Terapeuta Sexual
    Psicólogo Comportamental Cognitivo
    www.claudecy.com.br | contato@claudecy.com.br

  • ola doutor! sou casado com uma mulher maravilhosa em todos os sentidos...mais tenho muita vontade de ver ela com outro homem;nao sei por que tenho essa vontade mais isso esta se tornando um problema ja que nao tenho coragem de pedir isso a ela;tenho receios dela achar que nao amo mais ela..fantasio isso a todo momento e sinto muito prazer quando outros homens olham para ela na rua...o sr acha que devo falar isso a ela?

    Alex, 32 Anos - Ver Resposta

    Olá Alex.
    Imagino que isso esteja te perturbando.
    Mas é importante separar o que é fantasia de realidade e o que está motivando essa vontade.
    Várias coisas podem estar motivando você a ter essa vontade, e isso é o que precisa ser investigado.
    Como as possibilidades são muitas, seria bom você conversar com um psicólogo para analisar de modo individual seu caso.
    Quando uma fantasia chega a incomodar ou se tornar a única forma de prazer, é bom procurar ajuda.
    Quanto ao medo de sua esposa achar que você não a ama mais, é possível que isso ocorra, como pode ser que não, existe até a possibilidade dela gostar dessa fantasia. Mas é bom que vocês saibam que não necessariamente essa fantasia significa que você não a ama, mas sim, que apenas tem essa fantasia.

    Um abraço
    Claudecy de Souza
    Psicólogo – 06/69861
    Terapeuta Sexual
    Psicólogo Comportamental Cognitivo
    www.claudecy.com.br | contato@claudecy.com.br

  • Boa tarde! Tive um relacionamento de 11 meses com um homem, que dizia me amar, mas que tinha fixação eu me ver transando com outra mulher, realizei algumas vezes, mas com o passar do tempo, se tornou um obsessão, ele só pensava nisso, toda mulher ou amiga ele achava que tinha potencial para transar comigo, me sugeriu que eu arrumasse uma namorada fixa. Minha duvida é: um homem é capaz de amar sua parceira, mesmo que ele fique o tempo todo imaginando ela com outra? Como explicar a mente de um homem assim? O homem precisa ter sua fantasia sexual constantemente sendo realizada? Ou ele tem distúrbios, disfunções sexuais. Por favor, me responda. Obrigada.

    SGSC, 35 Anos - Ver Resposta

    Olá SGSC.
    Sua pergunta é um exemplo bom para mostrar o quanto uma fantasia pode se tornar um problema ou esconder um problema, que ao encontrar alguém que a ajuda alimentar isso toma proporções maiores.
    Parece que o prazer dele está relacionado exclusivamente a essa via para se obter o prazer, seja pela fantasia ou a prática desta.
    Pelo que percebi no seu relato, você acabou contribuindo para isso, não que você causou isso. Desse modo, a relação foi construída em cima de valores fantasiosos e, parece que vocês esqueceram de olhar para os comportamentos que contribuiriam para o crescimento da relação.
    Quando você me pergunta se é preciso realizar constantemente as fantasias do homem, é preciso cautela, pois você viu que na proporção e do modo e intuito que foi feito no caso de vocês, não só não estava saudável, como a conseqüência foi o rompimento.
    É importante, que na medida do possível, as fantasias sejam realizadas, desde que sejam respeitados os limites de cada um e que não seja uma de maneira alimentar um comportamento doente da pessoa.
    Quem sabe, ficar atenta a esses aspectos possam ajudar na próxima relação.

    Um abraço
    Claudecy de Souza
    Psicólogo – 06/69861
    Terapeuta Sexual
    Psicólogo Comportamental Cognitivo
    www.claudecy.com.br | contato@claudecy.com.br

  • Tenho um porte físico grande 1,83 92Kg Tenho um pênis normal 16 X 4 Porem sonho em ter um bem maior e grosso. Essa vontade me consome e acabei por transformando ela no desejo de ver minha mulher transando com um homem bem dotado, temos fantasiado bastante a esse respeito. Eu fico muito excitado com a idéia e o desejo ficou maior ainda a partir do momento em que ela contou que um de seus antigos namorados tinha um pênis mais grosso que o meu. Pergunto: Como faço para controlar ou até me livrar desse desejo, sinto que já está virando uma obsessão. O Melhor seria procurar esquecer, não tocar mais no assunto, ou o melhor seria realizar a fantasia para que a vontade passa-se.

    Adriano, 35 Anos - Ver Resposta

    Oi Adriano.
    Toda fantasia só é válida quando além de proporcionar prazer não gera culpa e não atrapalha quem a fantasia ou as pessoas envolvidas.
    Pelo seu relato, essa questão está se tornando um problema. Tentar esquecer, como é que você propõe, é muito difícil, e provavelmente você não conseguirá. Caso não consiga, seria bom conversar com um psicólogo para se aprofundar nessa questão e então poder ajudá-lo.

    Um abraço
    Claudecy de Souza
    Psicólogo – 06/69861
    Terapeuta Sexual
    Psicólogo Comportamental Cognitivo
    www.claudecy.com.br | contato@claudecy.com.br

  • OLÁ SOU ESTUDANTE DE PSICOLÓGIA E TENHO ALGUMAS DÚVIDAS PESSOAIS. É NORMAL ESSA FANTASIA SEXUAL ONDE A MAIORIA DOS HOMENS DESEJAM PARTICIPAR DE SUWINGS? E ATÉ QUE PONTO ESSE TIPO DE FANTASIA PODE DESTRUIR A RELAÇÃO?

    Fabiana, 32 Anos - Ver Resposta

    Fabiana, fantasiar não é o problema. Podemos fantasiar e sermos ou fazermos o que desejarmos.
    A questão está na execução e algumas fantasias. Para algumas pessoas a fantasia é apenas uma via para se excitar e colocar em prática pode ser até saudável. Para outras pessoas, algumas práticas como a do swing, podem esconder algum problema na relação. Nesse caso é preciso tratar.

    Um abraço
    Claudecy de Souza
    Psicólogo – 06/69861
    Terapeuta Sexual
    Psicólogo Comportamental Cognitivo
    www.claudecy.com.br | contato@claudecy.com.br

  • Oi Dr. Boa Noite!!! Sempre me masturbei muito, desde pequena até hoje. Quando bati a vontade o que mais me alucina são vídeos de sexo grupal, homo e até zoofilia, porém quando termino de gozar, tenho um certo nojo desse tipo de vídeo. Perdi minha virgindade com 14 anos, porém só tive dois parceiros sexuais e o 2.º é meu marido há 6 anos. Nunca tive nenhum relação sexual fora do convencional. Não sei o que acontece comigo quando fico com desejo sexual, viro uma espécie de maníaca. É normal????

    J., 26 Anos - Ver Resposta

    J. Carvalho. Obrigado por visitar o site.
    Existem diversas maneiras de excitação. Das convencionais as tidas como diferentes. Na fantasia podemos tudo, mas é preciso cautela caso a pessoa resolva colocar em prática.
    O que precisa ser investigado é o porquê de tais vontades e práticas, e que tipo de sentimento se sente após. Dependendo do sentimento, não é saudável.
    Muitas pessoas têm vontade de fazer algo "diferente", e em boa parte dos casos que analisamos, há uma vontade reprimida de sair do convencional, de experimentar coisas diferentes que, por causa da repressão ou crenças as pessoas não fazem. Mas é na fantasia que tais pessoas se soltam, já que não há punição e não fará mal a ninguém.
    Seria bom entender mais o que o sexo representa para você, pois parece que você se espanta com suas reações quando está com desejo sexual (“viro uma espécie de maníaca”). Há também a possibilidade de que isso seja uma maneira que você encontrou para se soltar, se expressar, e como você não costuma ouvir relatos semelhantes de outras pessoas, pode ser que isso a preocupe.
    Porém o ideal é conversar com um terapeuta sexual para uma compreensão mais profunda do que está acontecendo.

    Um abraço
    Claudecy de Souza
    Psicólogo – 06/69861
    Terapeuta Sexual
    Psicólogo Comportamental Cognitivo
    www.claudecy.com.br | contato@claudecy.com.br

  • quero saber se é normal a mulher mesmo casada e que tem uma vida ativa com seu marido ter a fantasia de ter relações sexuais com dois homens

    Sonia, 29 Anos - Ver Resposta

    Oi Sonia.
    Sim, isso é muito normal e saudável. Afinal você está viva.
    Ser casada não significa que você não possa desejar outra pessoa sexualmente. O que você está fazendo é uma fantasia, é muito diferente de realizar, o que deixaria de ser fantasia. Em muitos casos o prazer está só na fantasia, e nem sempre se deseja colocar em prática.
    Você diz que tem uma vida sexual ativa, mas isso não a impede de ter fantasias, de desejar outra pessoa.
    Caso essa fantasia esteja atrapalhando sua relação, então é algo para se pensar, porém, se ela serve para excitá-la mais, parabéns.

    Um abraço
    Claudecy de Souza
    Psicólogo – 06/69861
    Terapeuta Sexual
    Psicólogo Comportamental Cognitivo
    www.claudecy.com.br | contato@claudecy.com.br

  • Meu parceiro é muito aberto comigo e "acho" que me conta todas as suas fantasias, mesmo no começo, um pouco assustada, nunca deixei de ouvi-lo, e até já realizamos várias delas, frequentamos casa de swing por algum tempo, já me diverti em várias situações, mas o que me incomoda é a frequência que ele quer e situações arriscadas demais, como sair com um estranho (prefiro as casas pq me sinto mais segura) ou deixar alguém chegar perto qdo estamos transando em lugares abertos (tipo praia...), tbém detesto ser fotografada e ele adora ...e tem outro detalhe ele é muiiito visual e fica excitado rápido com várias pessoas e situações e eu não sou assim preciso ir com a cara do sujeito, analiso roupa,cheiro, toque e assim por diante...e ele se torna invasivo, tenta de tudo para eu ceder, depois fica brabo falando que não vai me convidar para nada...e não é isso que eu quero, precisamos de equilibrio, pois nem fantasiar mais eu consigo...

    Chariene, 35 Anos - Ver Resposta

    Oi Charlene.
    O que eu acho preocupante dessas brincadeiras, é que em muitos casos, há um problema atrás disso, e a prática, mesmo que por "brincadeira" acaba alimentando esse problema.
    Vejo muitos casais que vão nessa direção e percebo que os interesses de ambos , são diferentes. Um se doa com a intenção de estar contribuindo com o crescimento da relação, e o outro, muitas vezes sem se dar conta, está alimentando um lado patológico.
    Não sei como é sua relação, mas parece que ele tem dificuldades de respeitar os seus limites. Será que uma relação assim podemos pensar que seja saudável?

    Um abraço
    Claudecy de Souza
    Psicólogo – 06/69861
    Terapeuta Sexual
    Psicólogo Comportamental Cognitivo
    www.claudecy.com.br | contato@claudecy.com.br

  • Olá Doutor! Sempre quando me masturbo, imagino meu namorado, transando com outra, e eu também participando, quase sempre durante a relação sexual também imagino parece que condicionei para gozar desta forma , eu conto para ele , ele fica bem excitado, mas depois que chego orgasmo me sinto culpada e morrendo de ciúmes do meu namorado, eu cheguei a um dia querer propor isso, mas depois me arrependi amargamente, ele já fez com a ex esposa e disse que hoje não tem mais vontade, ele se excita com a fantasia, que pode até um dia chegar ter vontade mas nunca vai me propor. Eu nunca vou fazer, pois tenho muito ciúmes dele, mas quando estou excitada dá vontade de procurar uma mulher para sair com nós. Proibi todo tipo de fantasia resultado disso foi que ele não tá tendo mais vontade de transar e sou muito fogosa.. Minha dúvida é o que faço para meu namorado voltar a ter mais vontade de transar ? Já falei que poderemos voltar a fantasiar, mas ele esta muito frio e desconfiado. Outra coisa...É normal esta minha fantasia? Sinto-me muito culpada, entretanto morro de ciúmes do meu namorado amo –o demais e jamais vou querer outra mulher entre a gente. Obrigada por me ajudar Doutor!

    Morena, 30 Anos - Ver Resposta

    Oi Morena.
    A fantasia é algo muito importante na nossa vida. A fantasia sexual, em especial é o que dá o colorido ao sexo.
    Algumas fantasias, são bem vindas, outras não prejudiciais. Existem fantasias que só são legais enquanto fantasia, pois na verdade nem queremos que se torne realidade.
    No seu caso, é importante entender o porque dessa vontade tão grande de ver seu parceiro com outra. Parece que vocês dois se condicionaram a se excitar dessa forma. Se for só isso, pode ser fácil mudar. Porém, pode ter outras questões por trás que precisaram ser investigadas. Não tenho como afirmar nada sem conhecer o caso. Seria interessante que você fosse a um psicólogo para ajudar a entender o porque dessa vontade tão grande.

    Um abraço
    Claudecy de Souza
    Psicólogo – 06/69861
    Terapeuta Sexual
    Psicólogo Comportamental Cognitivo
    www.claudecy.com.br | contato@claudecy.com.br

Contato

  • (11) 5092-3898
  • contato@claudecy.com.br
  • Av. Bem-te-vi, 333 - Conj. 61 - Moema - SP

Mídias Sociais

Newsletter

Cadastre-se e receba novidades em seu e-mail