Destaques

  • Olá, doutor. Entrei no seu site a procura de respostas sobre o infantilismo. Tenho 19 anos e tenho um namorado, mas o chamo de daddy quando estamos sozinhos, ele é o meu cuidador. Eu sempre tive esse comportamento infantil, mas não gosto de fraldas ou essas coisas, só me sinto as vezes como uma criança de 5 anos ou como uma adolescente de 12. Gosto de chupar bico e de ser tratada pelo meu daddy como se fosse uma criança mesmo. Me sinto bem quando estou dentro desse comportamento infantil, ele se mistura com o meu comportamento adulto, eu sei as horas em que posso ser criança e as quais tenho que ser adulta. Queria saber se esse comportamento pode ser considerado um problema, ou pode ser um trauma, estou começando a pensar que não sou normal, e isso tem me deixado intrigada. Obrigada pela atenção. Edi

    Edi, 19 Anos - Ver Resposta

    Oi Edi.

    Que bom que você está procurando ajuda. Parabéns por isso.
     
    Pelo seu relato, você mesma reconhece de que existe algo diferente nessa forma de se comportar e se relacionar. Penso que é importante investigar o que está por trás desse comportamento que a faz se sentir bem assim. Essa forma de se relacionar vai na contramão do desenvolvimento normal, que é tão importante para o nosso crescimento.
     
    Vale muito à pena você ir a um psicólogo para entender o está acontecendo com você.  


     

  • Ola Doutor, vim aqui hoje pedir ajuda, estou com problemas. tenho infantilismo desde pequeno e quero me curar, pois quando era pequeno pedia fraldas aos amigos que tinha irmãos pequenos e depois dizia que era para o meu irmão que eu não tenho.Depois aos nove roubei uma fralda do filho do vizinho e quando fui pegar outra a empregada me viu, depois me dedurou pra mãe dele. Fiquei muito constrangido no momento, não sabia oque fazer. Contei pra minha mãe mas com muita dificuldade(chorando),depois tive varios pesadelos semelhantes ao ocorrido. Mas hoje é diferente pois detestaria ficar de fralda, tenho me masturbado compulsivamente por mulheres vestindo fraldas e tal. Preciso saber se existe tratamento, me ajude por favor!!!

    ANONIMO, 13 Anos - Ver Resposta

    Olá.
    Imagino que o que era prazeroso passou a ser um problema para você. Na verdade, isso mostra que algo não está bem, e você usa a via fralda/infantilismo como forma vivenciar esse sentimento.
    Eu acho bem interessante que você está pedindo ajuda, mas é preciso ir a um psicólogo especializado em sexualidade para ele entender melhor o caso e ajudá-lo. Eu entendo que é um passo difícil. Mas será muito importante para seu desenvolvimento mais saudável.
     

  • Olá doutor,sou lésbica e tenho uma namorada,porém sinto uma vontade enorme de mamar nos seios de minha namorada mas mamar tipo bebê,ela não tem leite mas mesmo assim sinto vontade,será que isso é loucura? O que devo fazer?

    Letícia , 28 Anos - Ver Resposta

    Olá Letícia.
    Eu precisaria entender mais o seu caso para poder falar com mais propriedade. No entanto, nesseprimeiro momento, dê uma lida no seu site sobre questões como a sua e veja se você tem alguma identidicação:
    http://www.claudecy.com.br/perguntaserespostas.asp?subcategoria=23&subcategoria_sub=26 
     

  • Dr. eu peço por favor que me ajude,meu noivo me contou que é infantilista desde quando tinha uns 06 anos(ele se sente bem quando usa fralda), hoje ele tem 26, até então nunca tinha ouvido falar disso, apesar de ter me formado em pedagogia e ter uma grande paixão pela psicologia e psicopedagogia, eu sou completamente leiga neste assunto, procurei na internet, em alguns artigos e sites, fiquei meio assustada, a minha dúvida é: o que podemos fazer para encontrarmos uma "cura" para isso, tenho certeza que o caso dele foi um trauma de infância, pois a mãe dele é meio seca com ele, mas ao mesmo tempo ela a trata como um menino ainda, vamos nos casar em breve, gostaria de saber o que posso fazer para ajudá-lo, será que depois de casarmos ele irá conseguir se livrar dessa "mania"? me oriente por favor!! OBS: ele nunca contou isso para ninguém, eu sou a única pessoa que ele teve confiança em conta. Desde já agradeço!!!

    Anonimo, 20 Anos - Ver Resposta

    Olá.
    Parabéns por procurar ajuda.
    Sim, esse é um caso que merece atenção e cuidados de um psicólogo especialista. É preciso entender a dinâmica das pessoas que usam essa forma de prazer para poder ajudar.
    Nem sempre essa forma de obtenção do prazer está associada a algum trauma, mas sim, a uma maneira que essas pessoas aprenderam a obter prazer, que, em muitos casos pode estar relacionada a alguma necessidade não satisfeita na infância.
    Compreendo que você deve estar bem confusa com essa situação, ainda mais porque é uma pessoa que você ama e vai se casar com ele. Mas o melhor você já está fazendo, que é procurar ajuda. É importante que ele também queira ser ajudado.

    Um abraço
    Claudecy de Souza
    Psicólogo – 06/69861
    Terapeuta Sexual
    Psicólogo Comportamental Cognitivo
    www.claudecy.com.br | contato@claudecy.com.br

  • Olá doutor descobrir recentemente q tenho infantilismo, sou casado e minha esposa não sabe, pois tenho medo de contar a ela com medo da reação dela, gostaria de saber se o infantilismo e considerado uma doença ,existe tratamento para infantilismo e porque motivo tenho o infantilismo qual é a causa.

    Marcelo, 34 Anos - Ver Resposta

    Oi Marcelo, imagino que você esteja confuso.
    Sim, o infantilismo é um problema, pois impede a pessoas de ter uma vida sexual "normal".
    Porém é importante que se converse com um especialista (um terapeuta sexual) para um diagnóstico adequado.
    Sim, existe tratamento. Mas para responder suas perguntas é preciso conversarmos para eu obter dados que me permitam esclarecê-lo e orientá-lo quanto ao quer fazer.
    Se desejar mais informações pode entrar em contato comigo também pelo telefone 11 5092-3898.

    Um abraço
    Claudecy de Souza
    Psicólogo – 06/69861
    Terapeuta Sexual
    Psicólogo Comportamental Cognitivo
    www.claudecy.com.br | contato@claudecy.com.br

  • Doutor vejo que o assunto infantilista vem sendo frequente em seus video. Peço que me ajude pois sou infantilista e nao consigo me acertar nos relacionamentos mau inicia-se e ja finaliza. faz um ano meio que frequento psicologo. Enfim nao consigo me aceitar, e gostaria de ter uma relaçao estavel. gosto de mamadeira,fraldas e etc.

    Renato, 20 Anos - Ver Resposta

    Oi Renato.
    Você discute com seu psicólogo essas questões?
    Ficará difícil você se acertar em um relacionamento com uma configuração normal se você não resolver essa questão primeiro.
    Isso acontece porque voluntariamente ou não, você deve apresentar comportamentos para ela, na linha do infantilismo, que ela deve achar estranho.
    Sei que continuar assim, com o infantilismo e não se acertando com as namoradas, não será bom para seu crescimento.
    Caso você não se sinta confortável ou sinta que não está resolvendo essa questão, na atual terapia, pense na possibilidade de procurar outro profissional.

    Um abraço
    Claudecy de Souza
    Psicólogo – 06/69861
    Terapeuta Sexual
    Psicólogo Comportamental Cognitivo
    www.claudecy.com.br | contato@claudecy.com.br

  • Oi, doutor Claudecy eu tenho certeza que sou infantilista pois sinto muito prazer em usar fraldas, mamadeiras, e chupetas, quero fazer algumas perguntas? Eu sou mesmo infantilista?Se for tem algum problema de saúde?Eu devo contar para alguem?E como posso fazer isso? Obrigado, agradeço sua atenção

    Lucas, 23 Anos - Ver Resposta

    Olá Lucas.
    Eu entendo se que seja muito prazeroso essas práticas para você.
    Mas também percebo que isso não o deixa tranquilo, afinal, está procurando ajuda.
    Eu sei que é confuso para as pessoas que não conhecem essa prática, e deve ser estranho para você também. Quando você pergunta se isso é prejudicial à saúde, a prática em si de usar chupeta, mamadeira, fraldas... não é prejudicial, afinal até os bebes usam. O problema está nos motivos que leva a pessoa a praticar essa forma de prazer. E isso é muito particular. Cada caso é um caso e precisa ser analisado individualmente.
    Ao atender pessoas com essa queixa, é muito comum encontrarmos questões pendentes, como a dificuldade de se desenvolver emocionalmente, dificuldades com relacionamentos afetivos, profissionais, sociais...
    É importante sim que você compartilhe esse tema, mas que seja com um profissional que compreenda o assunto para ajudá-lo a entender os motivos que o levam a essa prática e orientá-lo quanto ao que fazer.

    Um abraço
    Claudecy de Souza
    Psicólogo – 06/69861
    Terapeuta Sexual
    Psicólogo Comportamental Cognitivo
    www.claudecy.com.br | contato@claudecy.com.br

  • Gosto muito de chupeta, não durmo sem a chupeta e mamo mamadeira, duas mamadeiras antes de dormir. Tenho muita vontade de mamar no peito e sinto que sou um bebê. Quero saber se isso é um problema, pois não tenho nenhuma vontade de mudar.

    Paulinho, 45 Anos - Ver Resposta

    Olá Paulinho.
    Sim, esses são sintomas do que chamamos de infantilismo. O problema não está na chupeta e nem na mamadeira, mas sim, no porque e na necessidade de usar. Também observamos ao analisar cada paciente, que os reais motivos para essas práticas escodem questões mal resolvidas, que na maioria dos casos as pessoas nem se dão conta.
    A fala de que não sente vontade de parar, não é só sua, é comum a todos os que apresentam essa questão. O prazer obtido é grande, por isso, não desejam parar. Tais pessoas só pensam em procurar ajuda quando há sofrimento ou isso está trazendo perdas, por exemplo, conflitos nas relações (afetivas ou em casa com os pais), nas relações sociais, profissional.
    Caso você mude de ideia, pense na possibilidade de procurar ajuda de um psicólogo.

    Um abraço
    Claudecy de Souza
    Psicólogo – 06/69861
    Terapeuta Sexual
    Psicólogo Comportamental Cognitivo
    www.claudecy.com.br | contato@claudecy.com.br

  • Olá Doutor, Gosto muito de usar fralda a noite, mas não me intersso por objetos infantis (mamadeira, xupeta, etc) e nem em agir como um bebe. Minha situação também se enquadra no infantilismo? Usar fralda pode tornar o homem infértil devido ao aquecimento escrotal? Minha namorada sabe, mora comigo e convivemos numa boa com isso, devo procurar tratamento?

    Pedro, 27 Anos - Ver Resposta

    Olá Pedro.
    Que bom que você está procurando ajuda.
    Quanto a parte da infertilidade, seria importante conversar com um urologista. Já a parte do infantilismo, é comigo.
    Acredito que o foco não deveria ser se você é um infantilista ou não, mas sim, o que você sente ao usar as fraldas e os motivos pelo qual você usa.
    Seria muito importante investigar essas questões. Na maioria dos casos, isso não é uma vontade ou comportamento isolado, mas sim, um sintoma que está mostrando que algo não está bem.
    Pense na possibilidade de procurar um psicólogo especializado em sexualidade para ajudá-lo.

    Um abraço
    Claudecy de Souza
    Psicólogo – 06/69861
    Terapeuta Sexual
    Psicólogo Comportamental Cognitivo
    www.claudecy.com.br | contato@claudecy.com.br

  • Dr. Desde criancinha sinto prazer em usar fraldas. Me lembro que tinha uns 3 anos quando saí das fraldas e quando via meu irmão mais novo usar, ficava com vontade. Sou casado, minha mulher sabe e levamos nossa vida sexual numa boa. Pergunto ao Sr. , todos os comentários realizados são masculinos, existe mulheres nesta mesma situação?

    Ma, 32 Anos - Ver Resposta

    Olá Má.
    Sim, existe. Numa proporção menor, mas existe.
    Eu desconheço pesquisas que falam de porcentagem para homem e mulher. A literatura menciona e o casos que chegam ao nosso consultório confirma uma prevalência maior de casos masculinos.

    Um abraço
    Claudecy de Souza
    Psicólogo – 06/69861
    Terapeuta Sexual
    Psicólogo Comportamental Cognitivo
    www.claudecy.com.br | contato@claudecy.com.br

  • Doutor, gostaria de saber se existe algum relato na comunidade medica de tratamento que tenha dado certo? Sou infantilista e estou muito mal, porque ja namorei e tenho enorme dificuldade para relações sexuais, pois só tenho ereções quando penso em fraldas, em ser tratado como nenem, e isso criou uma especie de barreira em minha mente, o que posso fazer para mudar isso. Sei que isso tudo é loucura, mas nao consigo parar com isso, sei que isso me prejudica e ate faço votos de parar, mas depois de um certo tempo o desejo vem num crescendo maior e ai ja nao consigo mais controlar esse desejo e acabo sempre usando fraldas e me fazendo de nenem. obrigado pelo espaço que abriu no seu site.

    Carlos, 35 Anos - Ver Resposta

    Olá Carlos.
    Inicialmente parabéns por reconhecer que precisa de ajuda e estar indo atrás para entender o que está acontecendo com você.
    Sim, existem casos de sucesso tanto na literatura científica como nos consultório de profissionais que trabalham com essa questão.
    Pelo seu relato, tive a impressão eu você chegou a um ponto de reconhecer que a forma como você sempre sentiu prazer, já não o completa ou satisfaz mais como antes. Esse reconhecimento é um bom sinal. Isso mostra o quanto você desenvolveu uma relação com o sexo inadequada, é como se você tivesse parado no tempo, lá atrás, e não quisesse sair mais de lá. De lá para cá, o que você sempre fez, foi alimentar aquilo que lhe dava prazer, ou seja, os temas infantis, como fraldas, ser tratado como neném, chupeta...
    Do ponto de vista cronológico, o tempo não parou para você. Mas do ponto de vista do desenvolvimento emocional, você parou, estacionou, puxou o freio de mão e saiu do carro. Até aqui você sempre buscou parceiras que alimentasse o seu lado infantilista, como você até citou, mas está se dando conta que por essa via você não está se desenvolvendo, apenas está mantendo o lado infantilista vivo.
    Carlos, mais uma vez eu o parabenizo por procurar ajuda. Agora é importante que você vá adiante, que procure um psicólogo especializado em sexualidade para juntos trabalharem as pendências que você tem, dessa forma você verá como é melhor e mais gostoso viver de forma mais saudável.

    Um abraço
    Claudecy de Souza
    Psicólogo – 06/69861
    Terapeuta Sexual
    Psicólogo Comportamental Cognitivo
    www.claudecy.com.br | contato@claudecy.com.br

  • Olá, Doutor! Sou infantilista desde os 9 anos de idade, mais ou menos. Durante a infância, nunca fui muito saudável, por isso era (e ainda sou) muito quietinha no meu canto, a ponto de não gostar de brincar. Não me relaciono bem com as pessoas; prova disso é que eu tenho 17 anos e nunca tive sequer um ficante... Logo, sou bv. Quando criança, usei fralda pra dormir até os 7 anos de idade, e sempre fui bem mimada. Será que o fato de eu ter sido uma criança muito quieta pode ser uma das causas do meu infantilismo? Mais uma coisa: Na adolescência, desenvolvi o infantilismo na forma de fetiche sexual, e agora me tornei uma masturbadora compulsiva! Isso tem volta? Tipo... tem como eu me libertar do infantilismo por completo? Desculpa pelo texto enorme, e obrigado desde já. Que Deus o abençoe.

    Garota Anonima, 35 Anos - Ver Resposta

    Olá Garota Anônima
    Eu imagino que deve ser difícil conviver com essas dificuldades e por se dar conta que está com o desenvolvimento de algumas áreas da sua vida atrasado. Mas eu a parabenizo por estar querendo resolver essas questões e para isso está buscando ajuda.
    Sem dúvidas esses sintomas que você apresenta, como o “infantilismo e a compulsão pela masturbação, são, sem dúvidas formas que mostram que algo não está bem na sua vida.
    Porém, é preciso investigar o seu caso de maneira ampla para entender as origens dessas questões e assim poder ajudá-la.
    Eu gostaria de entender melhor, quais características você apresenta para dizer que é infantilista. Você me dizer?
    Quando você diz que era uma criança quietinha, é importante saber o porquê era quietinha, se era sei jeito mesmo ou se havia sofrimento por não conseguir se expressar como as demais crianças. É provável que nessa fase alguma coisa já não estivesse bem com você, e de lá para cá você desenvolveu essas formas para amenizar (ou se punir) esses sentimentos negativos que você sentia.
    Mas seja lá quais forem as questões, eu proponho que você vá a um psicólogo para ajuda-la a arrumar a sua vida de modo que você deixe de ser bv, que cresças e se torne uma mulher cada vez mais saudável. E saiba que sem solução sim o seu caso.

    Um abraço
    Claudecy de Souza
    Psicólogo – 06/69861
    Terapeuta Sexual
    Psicólogo Comportamental Cognitivo
    www.claudecy.com.br | contato@claudecy.com.br

  • Claudecy, boa noite, tudo bem? Obrigado pela oportunidade sobre minhas duvidas, mas tenho muitos desejos sexuais: sou solteiro, moro sozinho, situação-financeira estável, porem tenho e já tive exp-sexual com homens e mulheres. Sou P com homens e A com mulheres. sou bissexual, com certeza. Tenha prazer e tb com infantilismo. tive algumas experiencia e percebi q tenho lactomania, na qual essa experiencia ocorreu e o prazer de ser amamentado. Me fez e me faz muito bem ser assim. A parceira estava na faze de amamentaçao, nos conhecemos e namoramos e acabei tendo prazer pelo leite-materno. Obrigado pela oportunidade.

    Andre, 36 Anos - Ver Resposta

    Olá André.
    Obrigado pela confiança em compartilhar essas questões tão íntimas comigo.
    Pelo seu relato, tive a sensação de que você está bem confuso e perdido em alguns aspectos da sua vida. Tanto a sua vida social quando a afetiva e sexual, nesse relato da a entender que o caminho que você percorreu não contribuiu para um desenvolvimento saudável.
    Quando converso com pessoas que se dizem bissexuais, em boa parte delas eu percebo que a própria sexualidade está confusa e não que essa pessoa seja bi. No seu caso, essa questão precisaria ser melhor investigada para falarmos com mais propriedade.
    Outra questão que você coloca como grande fonte de prazer é o infantilismo. Eu não tenho dúvidas do seu prazer, deve ser grande mesmo. Porém, tenho a impressão que você ao mesmo tempo também que algo está estranho, que essas formas de obtenção de prazer não sejam tão “normais” e com isso vem provavelmente a culpa ou mesmo desconforto.
    Sempre que atendo casos com queixar assim, percebo que essas vontades, fantasias e desejos são sintomas, que por trás deles está a real questão, que varia de pessoa para pessoa. O que encontramos são questões mal resolvidas, que estão impedindo o desenvolvimento normal, impedindo de se relacionarem e desenvolverem nas diversas áreas da vida como, social, afetivo, sexual, profissional de forma saudável.
    Sei que diante do prazer que você sente com essas práticas, é difícil pensar em viver sem elas. Mas imagino que por você ter escrito essa mensagem para mim, é porque você percebe que está precisando de ajuda. Parabéns por essa iniciativa. Agora você precisa dar mais um passo, que é ir a um profissional para ajudá-lo.
    Coloco-me a disposição para conversarmos e até mesmo para esclarecer algumas questões.

    Um abraço
    Claudecy de Souza
    Psicólogo – 06/69861
    Terapeuta Sexual
    Psicólogo Comportamental Cognitivo
    www.claudecy.com.br | contato@claudecy.com.br

  • COMO POSSO AJUDAR UMA PESSOA COM INFANTILISMO

    Vanusa, 44 Anos - Ver Resposta

    Oi Vanusa.
    A melhor ajuda é incentivá-lo a procurar um psicólogo especializado.
    Essa é uma situação delicada que precisa de alguém que entenda do assunto para ajudar.
    Infelizmente as pessoas que praticam o infantilismo têm dificuldades de ver isso como um problema, na verdade é um sintoma de um problema que precisará ser investigado e tratado.

    Um abraço
    Claudecy de Souza
    Psicólogo – 06/69861
    Terapeuta Sexual
    Psicólogo Comportamental Cognitivo
    www.claudecy.com.br | contato@claudecy.com.br

  • Olá, boa noite. Gostaria de saber se exitem graus de infantilismo. É porque meu marido trata não só a mim , e até a própria mãe como crianças. Ele gosta qdo é correspondido. Sabe, aquele jeito que vc trata cachorrinho novo??? Já tentei conversar com ele sobre isso... E até manifestei, q td bem de vez em quando vc tratar carinhosamente, mas o tempo todo não! Ele nunca PRONUNCIOU meu nome em 6 anos!!!, pra vc ter noção! é só apelidos como: Tutu, docinho, carneirinho ( isso desde o começo viu)... affe.. até na hora do sexo!! isso acaba comigo.. me ajude, por favor doutor! Isso é normal?? Se não, o q faço?? obrigada desde já!

    SS, 36 Anos - Ver Resposta

    Olá SS.
    Penso que o foco deve ser o que o leva a agir assim. Sei que comportamentos assim incomodam muito quem está por perto. Porem, para a pessoa que se comporta assim é uma fonte de prazer, ainda mais quando é correspondido. Sei que não a sua intenção ou das pessoas que lidam com ele, mas a cada interação respondendo a esse modo infantilizado, você acabam reforçando esse comportamento dele.
    Parara de reforçar é uma mudança muito importante. Porém, pessoas assim têm dificuldades para ver que algo não está bem, que existe alguma coisa mal resolvida na vida deles e que precisam de ajuda para resolver. Como eu disse acima, isso se torna mais difícil se o contexto que ele vive é reforçado.
    Conversar com a pessoa e estimulá-la a procura ajuda, é um caminho que pode fazer toda diferença na vida dele.
    Quanto a você, que convive com ele, imagino o quanto isso a incomoda. Porém, sua tolerância com esses comportamentos dele, há 6 anos, dificulta que ele perceba que isso não é saudável. O que percebo quando atendo casos assim, é que as pessoas envolvidas têm dificuldades sobre como deve ser comportar. Quando pessoas assim são orientadas, facilita mui a compreensão, bem como ajuda no processo de mudança da pessoa como essa dificuldade.

    Um abraço
    Claudecy de Souza
    Psicólogo – 06/69861
    Terapeuta Sexual
    Psicólogo Comportamental Cognitivo
    www.claudecy.com.br | contato@claudecy.com.br

Contato

  • (11) 5092-3898
  • contato@claudecy.com.br
  • Av. Bem-te-vi, 333 - Conj. 61 - Moema - SP

Mídias Sociais

Newsletter

Cadastre-se e receba novidades em seu e-mail