Destaques

  • BOM DIA Dr. Claudecy, Quero morrer... Não sou uma pessoa de sorte, sou carinhosa mas não consigo encontrar alguem que goste de mim. Há dois dias meu namorado terminou o namoro disse que esta passando por varios problemas, que nada na vida dele esta dando certo, e que ele anda sem tempo e stressado e para não me magoar ele o melhor seria terminarmos porq ele esta trabalhando dia e noite, e não tem tempo. Que eu preciso de alguem para esta do meu lado e ele esta precisando ficar sozinho. Eu gosto muito dele e sei que ele realmente esta trabalhando, sei que ele esta passando por varios problemas, ele nunca aparecia já tinha 25 dias que não o via, ele é muito bom, humilde uma pessoa que eu queria para mim. Não sei o que fazer, não consigo comer e só durmo se beber. Vivo sozinha longe de minha familia não tenho ninguem aqui. Vou enlouquecer. Ele disse que pensava que seria pra sempre... Obrigada por me ouvir

    Liliane, 26 Anos - Ver Resposta

    Oi Liliane.
    O rompimento de uma relação pode ser muito difícil, dolorosa e parecer que é o que você está sentindo. Eu a entendo, ficar só não é bom.
    Mas acho que seria muito bom entender o por que você está só. Acredito até que você tenha apostado muito nesse relacionamento, e também pensado que fosse para sempre.
    Será que você tem cultivado amizades? Ou será que seu mundo girava em torno dele? Se sim, pode ser que você o sufocou, esquecendo, inclusive de você.
    Seria muito importante você conversar comum psicólogo para ajudá-la a entender o que está acontecendo. Quem sabe, uma boa dica seria você ampliar seus contatos, construir e nutrir mais amizades.

    Um abraço
    Claudecy de Souza
    Psicólogo – 06/69861
    Terapeuta Sexual
    Psicólogo Comportamental Cognitivo
    www.claudecy.com.br | contato@claudecy.com.br

  • Oi doutor, bom, fiquei muito feliz ao ver este site que acredito que poderá me ajudar,e espero ser espondida mais rapidamente e resolver meu problema. Bom entre idas e vindas tenho uma relação com meu marido que tem 25 anos de 7 anos, estamos morando juntos acerca de dois anos e temos um bebe de 7 meses,no inicio da nossa relação nosso amor era intenso, bonito éranos muito feliz, mas depois que engravidei e fomos morar juntos tudo mudou.ja separamos e voltamos algumas vezes,brigamos muito,mas depois de um tempo resolvi tentar ser mais calma,tentar mostrar a ele com amor e paciencia o que ele esta fazendo de erradoaté porque um dia fomos muitos felizes e temos um filho furto do nosso amos e eu ainda o amo, mas esta sendo muito dificil conseguir ficar calma diante de tanta agressão moral e tambem física,a falta de carinho, amor, educação e respeito. ele diz que quer ficar comigo e ser feliz, mas não faz nada para mudar nossa situação e somente eu tento, mas esta sendo muito dificil,poqre acho que deveria ser dos dois lados cederem. então doutor gostaria de sua opnião, será que devo continuar tentando mesmo não recebendo nada de volta, pelo mesnos respeito...sera que eu tenho que lutar por meu casamento sozinha? por favor me ajude,estou infeliz assim...

    Miriam, 22 Anos - Ver Resposta

    Oi Miriam.
    Fica muito difícil quando somente um quer mudar. Entendo que um dia vocês estiveram bem, mas hoje não mais. Somos humanos, mudamos e essas mudanças podem não ser aceitas pela outra pessoa.
    Você disse que não vê vontade nele de mudar, de se esforçar para essa relação ficar boa. Além disso, descreve se há muitas agreções e até físicas. Nesse contexto, o respeito já não existe mais, nem carinho, muito menos amor. Por que então continuar uma relação assim? Por que levar adiante uma relação que não promove o seu crescimento pessoal, o dele, da relação e agora do bebê?

    Um abraço
    Claudecy de Souza
    Psicólogo – 06/69861
    Terapeuta Sexual
    Psicólogo Comportamental Cognitivo
    www.claudecy.com.br | contato@claudecy.com.br

  • Dr. Claudecy, Tenho um relacionamento de 6 anos, e desde sempre o meu namorado me controla o tempo todo. Tem certas horas que desmostra amor, carinho. Estou sufocada apesar de amá-lo muito. Já chegou a trancar a porta do quarto para eu não sair e pasme, já me acusou de ter saído enquanto eu dormia. Tem horas que melhora outras me deixa louca. São tantas coisas absurdas que me sinto mutilada com essa atitude. Ficamos separados um tempo, mas ele fez provas de amor para a gente ficar juntos. O que faço para ele confiar em mim?

    Paula, 29 Anos - Ver Resposta

    Oi Paula.
    Essa é uma relação muito prejudicial a saúde física e psicológica de vocês.
    Mas é importante saber que se a relação chegou a esse ponto, é porque houve sua permissão. Compreedo que quando a pessoa está envolvida, ela se comporta de determinadas maneiras, se submetendo a algumas condições - como a sua, que sem o envolvimento emocional não seria permitido.
    No entanto, é preciso delimitar para a outra pessoa até onde ela pode ir, e no seu caso isso não ocorreu, desrespeitanto assim o seu espaço que não foi delimitado.
    Nesse contexto cabe uma reflexão sobre o quando você se valoriza, se gosta. Pois se sugeitar a essas condições, mostra, quem sabe, o quando você não consegue se relacionar sem que, para isso, não seja desrespeitada, pois talvez, atrás desses seus comportamentos esteja o medo de não ser aceita pela outra pessoa caso você resolva colocar limites, respeitar suas vontades, se valorizar.
    Recomendo que você procure um psicólogo para ajudá-la a se fortalecer e a crescer emocionalmente. Assim você descobrirá que ao se valorizar as pessoas gostarão mais de você.

    Um abraço
    Claudecy de Souza
    Psicólogo – 06/69861
    Terapeuta Sexual
    Psicólogo Comportamental Cognitivo
    www.claudecy.com.br | contato@claudecy.com.br

  • Dr. Claudecy, Sou casada há 6 anos, e faz um ano que meu marido mudou comigo, quer que eu paque pelos meu erros (que não foram poucos) cometidos no passado, sem antes mesmo de conhece-lo. Me julga o tempo todo, faz comparações horríveis, nossa vida esta um inferno, já procurei igrejas, umbanda, consultamos com psicologo, e nada esta cada dia pior. So vejo a separação, eu o amo e contei o meu passado para termos um relacionamento transparente, ele a princípio aceitou, mas agora acha desaforo eu ter casado e ser feliz com tantos erros, safadezas nas costas. Não sei mais o que fazer, como dialogar com ele, sempre acaba em brigas, ofensas, um inferno e o pior que quase sempre na frente da minha filha de 3 anos. Me ajuda.

    Margaret, 35 Anos - Ver Resposta

    Olá Margaret.
    Algumas pessoas não estão preparadas para ouvirem particularidades sobre a vida da outra. Por mais que se insista para isso, é preferível manter o silêncio.
    Pelo que você conta, são questões que ela não está conseguindo lidar e com isso vem as cobranças e bem como as ofenças e o desrespeito.
    De fato as ajuda nesse lugares que você prucurou, foi sem sucesso, e não á para menos, pois essa é uma qustão que ele precisará ver os fatos do passado sem que isso o atrapalhe. Nesse caso, penso que será muito positivo se ele procurar um psicólogo para ajudá-lo.
    Por outro lado, é importante você repensar essa relação, pois ficar nela, nessas condições não promoverá seu crescimento, muito pelo contrário fará você se senti infeliz, desconfiada, insegura... Além de prejudicar sua filha também.
    Vejo com bons olhos se você levar adiante esse comportamento de pedir ajuda a profissionais. Parabéns por isso!

    Um abraço
    Claudecy de Souza
    Psicólogo – 06/69861
    Terapeuta Sexual
    Psicólogo Comportamental Cognitivo
    www.claudecy.com.br | contato@claudecy.com.br

  • Olá Dr.Claudecy! Sou uma pessoa muito comunicativa, alegre, espontânea e tenho muitos amigos. Em relação ao coração, sinto que cada dia não sei o que se passa comigo. Em 1995, tive um envolvimento muito forte, intenso, foi minha primeira experiência sexual aos 27 anos, porém passageiro devido ao fato dele ser casado. Desde então não consegui esquecê-lo, tive relacionamentos banais que não tiveram nenhum significado para mim. Vivo de altos e baixos em relação a ele, somos amigos, sempre que nos encontramos seu olhar me desistrutura independente de estar com sua mulher e isso me deixa muito irritada. Peço sua opinião para poder me ajudar a entender o que se passa comigo. Obrigada. Aguardo sua resposta. Um abraço!

    Vanilda, 30 Anos - Ver Resposta

    Olá Vanilda.
    Talvez tenhamos que olhar um pouco mais atrás. Pelo seu relato, parece que você tem dificuldades para se relacionar, haja vista, a idade você teve sua primeira experiência sexual. Mas é importante lembrar que ele é uma pessoa comprometida, em outras palavras, uma pessoa "proibida", na qual você sabia disso, além de saber que as possibilidades para vocês viverem juntos era quase nula. Então por que será que vocês escolheu um homem casado?
    Será que no seu modo de sentir, você achava que só ele poderia te dar carinho, atenção, prazer? Ou quem sabe, você acha que não merece ter um relacionamento com uma pessoa só sua?
    E veja que você ficou presa a ele, não conseguindo dar abertura para outros relacionamentos. Quando você fala dos outros relacionamentos que foram superficiais, será que foi por que essas pessoas não correspondiam de fato ao que você buscava, ou você é que não dava oportunidade para eles e para você?
    Haverá a necessidade de você procura um psicólogo e discutir essas questões, no entanto saiba que essa situação é apenas a ponta do iceberg. Será necessário trabalhar o que está abaixo da água, o que não está visível.

    Um abraço
    Claudecy de Souza
    Psicólogo – 06/69861
    Terapeuta Sexual
    Psicólogo Comportamental Cognitivo
    www.claudecy.com.br | contato@claudecy.com.br

Contato

  • (11) 5092-3898
  • contato@claudecy.com.br
  • Av. Bem-te-vi, 333 - Conj. 61 - Moema - SP

Mídias Sociais

Newsletter

Cadastre-se e receba novidades em seu e-mail